Pernambuco: Homem é preso pela Polícia Federal com R$ 10 mil em notas falsas

A Polícia Federal em Pernambuco, autuou em flagrante,um comerciante de 20 anos, natural de Recife/PE e residente em Paulista/PE (possui antecedentes criminais – foi preso em virtude da Lei Maria da Penha em janeiro/2020 e ainda está respondendo ao processo) na última segunda-feira (21) por volta das 14h, em virtude de informações repassadas pela central de monitoramento dos correios para a Polícia Federal, dando conta de que havia um objeto postal suspeito, cujo destinatário haveria de retirar na agência. A ação teve seu desfecho quando os policiais se dirigiram até a agência dos correios do Bongi com o objetivo de aguardar, abordar e averiguar a veracidade das informações e suspeitas a respeito da postagem.

O comerciante chegou na agência, assinou o documento de retirada do objeto postal e quando ia saindo do local foi mediatamente abordado pelos federais, os quais lhe pediram para abrir a caixa que havia retirado e ao fazê-lo foi encontrado em seu interior 95 (noventa e cinco) cédulas de R$ 100 reais e 10 (dez) cédulas de R$ 50 reais, totalizando um valor de R$ 10 mil reais em notas falsas. Terminado os trabalhos ostensivos e tendo sido encontrada as notas, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida encaminhado para a Sede da Polícia Federal no Cais do Apolo, para os procedimentos de polícia judiciária, onde acabou sendo autuado em flagrante pelo crime contido no artigo 289 § 1º do Código Penal (possuir nota falsa) e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão, além de multa. O preso já passou por audiência de custódia e foi liberado no dia seguinte, devendo responder ao processo em liberdade.

Em seu interrogatório o preso revelou que trabalha com um comércio vendendo sorvete e bebidas. E que foi buscar a correspondência porque o endereço é falso, mas o nome do destinatário é o seu. Disse também que iria receber a quantia de R$ 500 reais quando entregasse as notas ao verdadeiro proprietário, porém, não deu detalhes de quem seria tal pessoa. A encomenda foi postada numa agência dos Correios em São Paulo/SP no dia 17/11/2020 e tinha como endereço falso, o bairro de Campo Grande-Recife/PE. Essa se constitui a maior apreensão do ano de notas falsas em Pernambuco feita em conjunto pela Polícia Federal e Correios.

No dia 24/11/2020 a Polícia Federal de São Paulo/SP e Maringá/PR, em outra ação conjunta com os Correios e Polícia Militar/SP, conseguiu apreender 500 mil reais em moeda falsa. Um monitoramento que já durava 8 meses prendeu dentro da agência dos correios de São Paulo/SP, um suspeito quando se preparava para fazer novas postagens de R$ 50 mil reais em notas falsas em mais de 20 envelopes com destino para 5 regiões do país. Estima-se que a organização criminosa tenha colocado mais de R$ 10 milhões de reais de notas falsa em circulação no Brasil. Após o flagrante o investigado indicou local em que seria o depósito de moeda falsas e foi apreendido aproximadamente 500 mil reais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Homem é assassinado com tiro na cabeça em Trindade (PE)

Um homem foi assassinado no domingo (24) em Trindade, no Sertão de Pernambuco. A vítima fo…