Pernambuco: Católicos protestam por inclusão de igrejas no decreto que lista atividades essenciais

Um protesto realizado por católicos na sexta-feira (5), em frente ao Palácio do Campo das Princesas, sede administrativa do Governo de Pernambuco, pede que as igrejas sejam incluídas como serviço essencial. A manifestação vai contra o decreto estadual, que considera que as atividades não essenciais não podem funcionar das 20h e 5h durante a semana, e ficam proibidas nos sábados e domingos, até o dia 17 de março.

De acordo com a Secretaria da Casa Civil, não houve solicitação dos fiéis para uma reunião com representantes do governo. A assessoria informou que ficou aguardando o grupo se organizar para se pronunciar, o que não teria acontecido. Depois do protesto, os manifestantes teriam se dispersado.

Em nota, a Arquidiocese de Olinda e Recife divulgou, na última terça-feira (2), que suspenderia as missas presenciais nos sábados e domingos durante o período de restrições de atividades não essenciais.

“As celebrações eucarísticas dos próximos finais de semana, 6 e 7, 13 e 14 de março (3° e 4° domingos de Quaresma) acontecerão com transmissão por internet, sem a presença dos fiéis. A celebração dos demais sacramentos e as atividades pastorais ficarão suspensas nesses dois finais de semana”, informou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Ministério Público recomenda a mais seis municípios seguir com vacinação de grupos prioritários; Arcoverde (PE) na lista

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio das Promotorias de Justiça locais, exp…