Pernambuco: “A gente pode avançar, flexibilizar novas atividades ou recuar”, sinaliza secretária sobre novo plano de convivência com a covid-19

A Secretária Executiva de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Ana Paula Vilaça, disse durante coletiva do Governo realizada nesta quarta-feira (31),    que o sucesso do novo plano de convivência contra o coronavírus, que entra em vigor na quinta-feira,  1º de abril, depende fundamentalmente do comportamento das pessoas, comerciantes e do acompanhamento dos números  que o  Governo pretende obter.

“A partir daí a  gente pode avançar, flexibilizando novas atividades, novas permissões ou recuar. então esse plano a gente fez até dia 25 de abril mas tudo depende  dos números da saúde que são acompanhados em tempo real”, disse.

A Secretária reforça que o  novo plano de convivência foi baseado nos dados da saúde  a partir de uma matriz que  analise o risco de contaminação de cada atividade. “As atividades vão voltar com carga reduzida, horário reduzido e algumas atividades ainda permanecem suspensas como clubes sociais, campos de futebol, museus, teatros, cinemas (…) então é a retomada gradual de algumas atividades sociais e econômicas seguindo protocolos rígidos”, afirmou.

O Secretário Estadual de Saúde, André Longo, completou reforçando que Pernambuco registrou  o maior isolamento social nessas últimas semanas, e os número mesmo que de maneira tímida, já mostram uma redução na procura por leitos hospitalares. “Iniciamos a colheita de uma mudança de comportamento que se instalou desde o mês de fevereiro”, assegurou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE) tem redução de 96,6% nos casos de dengue

Nos primeiros quatro meses deste ano, Petrolina teve uma redução de 96,6%, quando comparad…