Pela primeira vez na história da Univasf,  membros do Conuni conduzem reunião contra a vontade da reitoria temporária

O Conselho Universitário (Conuni), órgão máximo de deliberação da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), realizou na tarde de quinta-feira  (30/04),   uma reunião extraordinária  presidida pelo conselheiro decano, Prof. Alexandre Ramalho e sem  a presença  da  equipe de gestão pró-tempore.

Conforme as informações encaminhadas com exclusividade para o Blog Edenevaldo Alves, houve  sucessivos cancelamentos pela gestão provisória, porém os representantes do Conuni  resolveram convocar e manter a  reunião extraordinária via webconferência da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

“A reitoria pró-tempore suspendeu, por duas vezes, a reunião ordinária inicialmente prevista para o dia 24/04 e depois 30/04. Preocupados com a situação incerta e julgando insuficientes as razões alegadas para os adiamentos, a maioria dos conselheiros resolveu chamar a reunião, para tratar das ações da Universidade diante da pandemia de Covid 19 e das medidas que a gestão temporária tem tomado, vistas como preocupantes pelos impactos na continuidade das atividades da Universidade”, diz um trecho da Ata.

A reunião teve a presença de mais de 2/3 dos membros, em todos os segmentos representados pelo Conuni  que são as  coordenações de curso,  docentes,  técnicos administrativos e de estudantes, eleitos por seus pares e da representação da comunidade externa. Na ocasião foram  pautados a falta de uma transição adequada entre a gestão do Prof. Julianeli Tolentino e a equipe provisória; as mudanças ‘bruscas’ e as interferências em atividades que estavam em desenvolvimento; a troca do primeiro escalão de gestores e da coordenação médica do Hospital Universitário;  a alteração de todo o primeiro escalão e parte do segundo escalão  das pró-reitorias e demais setores vinculados à reitoria;  a mudança dos membros Comissão de Prevenção e Combate à Covid-19. “Foram substituídos quase que completamente por profissionais Medicina, perdendo também o caráter multiprofissional em saúde”,  diz o documento.

A Ata de reunião também destaca que o atual reitor temporário, que é médico, defende publicamente o afrouxamento das medidas de isolamento social. “Outro problema considerado grave é a possibilidade de que a reitoria provisória venha a defender o retorno às aulas mesmo no atual contexto, em alinhamento com o Ministro da Educação e em desacordo com as decisões tomadas anteriormente pela Universidade”

Os conselheiros aprovara durante a reunião que seja emitido uma  nota de repúdio à gestão pró-tempore, por não ter conduzido um adequado processo de transição administrativa e será solicitado  à reitoria os devidos esclarecimentos quanto às alterações na Comissão que trata da Covid 19 e quanto aos eventuais planos de retorno às atividades acadêmicas e administrativas.

“Nos mais de 15 anos da Univasf, esta foi a primeira vez em que membros do Conuni conduziram uma reunião convocada contra a vontade da reitoria”.

 

Bruno Cesar (Conselheiro representante – técnicos)

Bruno de Melo (Conselheiro representante – estudante)

Omar Dias Torres (Conselheiro representante da comunidade externa)

Márcia Bento (Conselheiro representante – docente)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Gil do Vigor vai à Ilha do Retiro e recebe camisa personalizada do Sport

O Pernambucano Gilberto Nogueira, mais conhecido como Gil do Vigor, um dos principais nome…