Pedido de cassação de Aécio Neves é arquivado

0

Como já era esperado, o Conselho de Ética do Senado confirmou, nesta quinta-feira (06), por 11 votos a quatro, o arquivamento do pedido de cassação do senador Aécio Neves (PSDB-MG), alvo de representação por quebra de decoro parlamentar. Desta forma, o tucano não será nem sequer investigado na Casa pelas gravações entre ele e o empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, que no último mês lhe rendeu o afastamento das atividades pelo ministro Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin.

O presidente do colegiado, senador João Alberto Souza (PMDB-MA), já havia resolvido arquivar o processo, em decisão monocrática, há duas semanas, por julgar que não havia provas, sem analisá-las. Contudo, o autor da representação, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e outros senadores da oposição apresentaram recurso pedindo a reabertura do processo, que foi novamente arquivado nesta quinta.

Após ficar afastado por 46 dias, o tucano retornou, nesta terça-feira (04), ao Senado, por decisão do ministro do STF, Marco Aurélio Mello. Em seu primeiro discurso, o tucano trocou a defesa pela vitimização e criticou as gravações feitas por Joesley.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Sobe para 20 toneladas o total de óleo recolhido no litoral de Pernambuco

A força-tarefa montada pelo Governo do Estado e órgãos ambientais recolheu, até 12h desta …