Pacientes dormem na porta do Hospital Regional de Juazeiro (BA) em busca de atendimento

Pessoas que buscaram atendimento no Hospital Regional de Juazeiro (BA) encontraram longas filas e aglomeração na entrada da unidade. Alguns pacientes disseram que precisaram dormir no local para tentar uma senha ainda nas primeiras horas do dia.

O problema acontece porque o ambulatório está temporariamente interditado, pois uma obra de ampliação é realizada na unidade. Com medo que poucas vagas fossem disponibilizadas para marcação de consultas e exames, alguns pacientes chegaram ao local na tarde de segunda-feira (25) para conseguir atendimento na terça-feira (26).

Um morador que procurou o Hospital Regional para uma avaliação pós cirúrgica disse que chegou na unidade às 17h e uma outra pessoa já aguardava no local. Segundo ele, sem auxílio de funcionários, as próprias pessoas organizaram a fila.

A Sesab disse que busca estratégias para diluir as marcações, mas afirmou que o fluxo de pessoas no ambulatório voltará à normalidade somente quando as obras de ampliação forem concluídas, cuja previsão é dezembro deste ano.

Ao todo, estão previstas reforma e ampliação para implantação do Centro Obstétrico, UTI Neo (Utin, Ucinco e Ucinca), Banco de Leite, Emergência Obstétrica, Internação Clínica Cirúrgica (60 leitos), Internação Clínica Médica (30 leitos) e Internação Obstétrica (30 leitos).

Fechado para comentários

Veja também

Codevasf: empresa de jovem de 21 anos fecha contrato de R$ 62 milhões, e CGU aponta risco de sobrepreço

Os contratos da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Cod…