Orocó (PE): Agricultor é preso pela Polícia Federal e confessa ser proprietário de grande plantação de maconha 

A Polícia Federal em conjunto com a Polícia Militar de Pernambuco (BEPI)  erradicaram, durante operação realizada  na quarta-feira (10) cerca de 1.600 pés de maconha, distribuídas em 400 covas encontradas numa roça na região de Ilha Grande, zona rural de Orocó (PE).

No endereço o efetivo policial constatou que três suspeitos estavam colhendo a maconha. Mas dois deles conseguiram fugir nadando pelo Rio são Francisco e outro foi preso.

Na residência indicada pelo detido, um agricultor de 43 anos,  a polícia encontrou cerca de 15Kg de maconha, 1.3Kg de sementes, 1 espingarda calibre 12, 25 munições calibre 12, 10 munições calibre .40

O preso confessou que a roça era de sua propriedade e que os outros dois que conseguiram fugir eram apenas ajudantes e que recebiam cerca de R$ 70 reais por dia para lhe auxiliar. Disse que era a primeira vez que estava plantando maconha e que a vendia pelo preço de R$ 250 o quilo. Confessou, também,   que iria fumar boa parte da maconha nos últimos 3 ou 4 meses e que já havia sido preso e condenado a 3 anos de reclusão em 2004 pelo crime de tráfico de drogas.

O agricultor passou por audiência de custódia onde foi confirmada a sua prisão preventiva e após fazer exame de corpo de delito foi encaminhado para a cadeia pública de Salgueiro (PE) onde ficará a disposição da Justiça Estadual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Em Juazeiro (BA), quase 90% dos leitos para pacientes com covid-19 estão ocupados

Dos internados regulados somente pela rede municipal, houve alteração nas últimas 24 horas…