Operações aéreas: PRF se prepara para atuação além do serviço aeromédico

O resgate de vítimas de acidentes rodoviários e transporte de órgãos para transplante é um trabalho da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Pernambuco que ganha diariamente o reconhecimento da sociedade quanto sua importância para salvar vidas. Mas paralelo ao serviço aeromédico, o Núcleo de Operações Aéreas (NOA) também pode ser acionado para diversas frentes, como em respostas a desastres naturais, salvamento aquático e combate à criminalidade. Para isso, pilotos e operadores participaram, entre os dias 1º e 06 de julho, de um programa de treinamento operacional realizado no Recife e Região Metropolitana.

Teoria e prática se aliaram com o objetivo de empregar os recursos de forma mais eficaz e com total segurança de voo. Cinco comandantes e cinco operadores aerotáticos participaram do treinamento. Na programação estavam simulados de combate a incêndio, transporte de carga externa, resgate de pessoas com guincho e salvamento no mar com o uso do helicóptero, além do tiro embarcado, técnica fundamental nas ações de combate à criminalidade. O trabalho requer preparação de equipamentos específicos para cada tipo de atuação e, especialmente, do alinhamento de procedimentos entre a tripulação.

Fechado para comentários

Veja também

Operação da PF desarticula quadrilha de tráfico internacional de armas

Na quarta-feira (24), a Polícia Federal realizou a Operação Fênix, que desarticulou uma or…