Operação em Pernambuco e outros seis estados mira suspeitos de tráfico e lavagem de dinheiro

Operação deflagrada pela Polícia Civil de Pernambuco, na manhã desta terça-feira (26), mira uma quadrilha suspeita de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. O principal alvo da Operação Ladybug (“joaninha”, em tradução literal do inglês) é um homem conhecido pelo vulgo “Joaninha”, líder de uma organização criminosa com atuação no bairro de Engenho Maranguape, na cidade de Paulista, na Região Metropolitana.

A quadrilha tem ligação com a morte da adolescente Byanca Kauany Alves Rodrigues, de 15 anos, arrastada de casa e morta em fevereiro de 2022. A jovem dormia com a irmã de 12 anos e com a avó, que é cadeirante, quando homens armados arrombaram a porta da casa e arrastaram a adolescente até um carro. O corpo dela foi encontrado semienterrado a poucos metros de casa.

Ao todo, foram expedidos 28 mandados de prisão e 45 mandados de busca e apreensão, cumpridos no Recife e em cidades da Região Metropolitana; Limoeiro e Caruaru, no Agreste de Pernambuco; e em outros seis estados: Pará, Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Rondônia e Santa Catarina.

Segundo a Polícia Civil, também foi expedido mandado para sequestro de bens e bloqueio judicial de ativos financeiros na ordem dos R$ 15 milhões.

Em Pernambuco, os presos e materiais apreendidos foram encaminhados à sede do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), localizada no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife.

Imagens compartilhadas pela Polícia Civil mostram que, entre os materiais apreendidos na operação, há armas de grosso calibre, munições e até granadas.

A operação foi apoiada pela Diretoria de Operações Integradas e de Inteligência (Diopi) da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senasp/MJSP).

As investigações em torno da quadrilha começaram em fevereiro de 2022. A operação tem a presidência do delegado Adyr Martens, titular da 8ª Delegacia Seccional.

Ainda segundo a Polícia Civil, a operação faz parte do Projeto Impulse, inserido no Programa Nacional de Enfrentamento às Organizações Criminosas, que busca fortalecer as ações de combate e desmantelamento de quadrilhas, com integração das Polícias Civis — as polícias dos outros seis estados prestaram apoio à corporaçã pernambucana.

Fechado para comentários

Veja também

Exclusivo Caso Beatriz: Lucinha Mota participará do programa ‘Encontro’ da Rede Globo nessa sexta-feira (19)

Lucinha Mota, mãe da garota Beatriz Angélica estará ao vivo no programa ‘Encontro co…