Operação da Polícia Civil mira suspeitos de atentado à Delegacia de Afrânio (PE)

Suspeitos de homicídio, tráfico de drogas e extorsão estão na mira da Operação Torre, desencadeada pela Polícia Civil de Pernambuco na manhã desta quinta-feira (9). A corporação afirmou que a organização criminosa tem envolvimento no atentado a tiros à Delegacia de Afrânio, em 17 de outubro.

De acordo com a corporação, foram expedidos cinco mandados de prisão e cinco mandados de busca e apreensão domiciliar.

As ordens são cumpridas em endereços ligados aos investigados nas cidades de Petrolina, Afrânio, Sobradinho e Itaquitinga.

A Polícia Civil divulgou imagens que mostram parte do material apreendido pela operação. Alguns celulares, pen drives e fones de ouvidos foram apreendidos. Os itens irão servir de subsídio para a continuidade da operação.

As investigações sobre a atuação do grupo começaram em agosto deste ano e foram presididas pelo delegado Daniel Moreira, titular da Delegacia de Afrânio.

Outros detalhes da Operação Torre serão divulgadas em breve pela Polícia Civil de Pernambuco.

Fechado para comentários

Veja também

Juazeiro (BA) é a quinta cidade mais violenta do Brasil, aponta Atlas da Violência

Dos 10 municípios brasileiros com as maiores taxas de homicídios por 100 mil habitantes em…