Oito envolvidos no ‘Caso New Hit’ são condenados a 10 anos de prisão na Bahia; dois foram absolvidos

0

Os desembargadores que integram a Segunda Turma da Primeira Câmara Criminal do TJBA decidiram, no início da tarde desta terça-feira (29), manter a condenação de oito dos 10 ex-integrantes da banda New Hit pelo crime de estupro no processo de nº 0001303-45.2012.8.05.0218.

Os oito condenados a 11 anos e oito meses de prisão, em primeira instância, tiveram a pena reduzida para 10 anos. Da decisão cabe recurso.

Foram condenados Eduardo Martins Daltro de Castro Sobrinho, Edson Bonfin Berhends dos Santos, Willian Ricardo de Farias, Weslen Danilo Borges Lopes, Michael Melo de Almeida, John Ghendow de Souza Silva, Guilherme Augusto Campos Silva e Alan Aragão Trigueiros.

Foram absolvidos os réus Carlos Frederico Santos de Aragão, à época segurança da New Hit, e Jeferson Pinto dos Santos, componente do grupo.

Em maio de 2015, todos os 10 suspeitos foram condenados a 11 anos e oito meses de prisão pela juíza Márcia Simões Costa, titular da Vara Crime de Ruy Barbosa.

Na sessão do último dia 15, que deu início ao julgamento do recurso, o relator do processo, desembargador Lourival Trindade, proferiu seu voto mantendo a condenação de oito integrantes da banda e pela absolvição de outros dois.

Na oportunidade, a desembargadora Rita de Cássia Filgueiras e o desembargador Abelardo Paulo da Matta Neto pediram vistas, ou seja, mais tempo para analisar o processo.

De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público Estadual, os integrantes do grupo abusaram sexualmente de duas adolescentes após um show no município de Ruy Barbosa, em agosto de 2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Cláusulas econômicas da Convenção Coletiva de Trabalho inclui piso salarial no valor de R$ 1.150 no Comércio de Petrolina

As cláusulas econômicas da Convenção Coletiva de Trabalho 2020/2021 do comércio de Petroli…