Oceano mais quente intensificou fenômeno que provocou chuvas intensas em Recife (PE)

As chuvas torrenciais que atingiram Pernambuco na última semana e já deixaram 100 pessoas mortas e milhares de desabrigados, foram causadas por um sistema meteorológico chamado Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL).

Esse fenômeno foi intensificado pela temperatura de até 3 graus acima da média do Oceano Atlântico, na costa do Estado, de acordo com o meteorologista da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) Romilson Ferreira.

“O distúrbio é recorrente, ocorre praticamente todos os anos, com grande capacidade de volume de água. Nem sempre acontece de forma tão extrema. Este ano, a gente teve um agravante: a temperatura do oceano está acima do normal, isso induz mais chuva”, explicou o meteorologista.

Segundo Romilson, a média histórica para esta época do ano do Oceano Atlântico, nas proximidades da costa pernambucana, é de 27º C. Este mês de maio registra temperaturas entre 28º C e 30º C. Ou seja, o oceano está até 3º C mais quente do que o normal.

As ondas de leste chegaram ao Estado na última sexta-feira (20). Esse fenômeno é uma configuração dos ventos que favorece a elevação da umidade de baixos níveis para altos níveis.

Quando a umidade encontra certa altura, transforma-se em nuvens e, dependendo da quantidade de umidade, em nuvens de tempestade. As nuvens carregadas que se formaram avançaram especialmente para o leste da região Nordeste.

Romilson lembra, ainda, que a Região Metropolitana do Recife está na quadra chuvosa – maio é o segundo mês deste período que vai de abril até julho e costuma registrar os maiores índices de chuva. No Recife, por exemplo, nos quadrimestre, a média histórica aponta para um total de 1.430 mm, sendo junho o mês mais chuvoso, com 390 mm.

“A gente também está na quadra chuvosa, maio já é chuvoso. Tudo isso contribui para essa chuva”, acrescentou o meteorologista.

Para os próximos dias, a previsão da Apac é de redução da intensidade das chuvas. A agência chegou a emitir alerta vermelho, aviso de nível máximo que indica risco excepcional em decorrência dos temporais. Os acumulados chegaram a ultrapassar os 200 milímetros em algumas cidades afetadas pelas chuvas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Covid-19: Pernambuco notifica 2.911 novos casos e seis mortes nesta terça-feira (5)

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta terça-feira (5), 2.911 casos da C…