O que se sabe sobre acidente entre ônibus de turismo e caminhão que deixou mais de 20 mortos no Norte da Bahia

Os passageiros do ônibus moravam em Jacobina. Eles viajaram na noite do sábado (6) para a praia de Guarajuba, distrito turístico de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, e retornaram para o município do norte da Bahia na noite de domingo.

Já as pessoas que estavam no caminhão saíram da cidade de Juazeiro e tinham como destino Feira de Santana, a 100 km de Salvador, onde fariam o descarregamento do caminhão, que transportava mangas.

O coordenador da Brigada Anjos Jacuipenses, Lucival Souza, que atuou no resgate das vítimas, informou que o acidente aconteceu por volta das 23h30, no km 381, próximo da cidade de Gavião, no sentido de Jacobina.

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) informou que o ônibus estava regular e o motorista também estava com o cadastro em dia.

Em nota, a empresa Naldo Turismo, responsável pelo ônibus, lamentou o acidente, se solidarizou com a família das vítimas e disse que ajudou a Prefeitura de Jacobina a agilizar a liberação dos corpos e translado para o município.

Pai, mãe e filho de apenas 11 anos morreram no acidente. Eles foram identificados como: Erivaldo Santos do Nascimento, Tatiane Santos de Souza Nascimento e Emanuel Santos de Souza Nascimento.

Avô, esposa e neta também estavam no ônibus de turismo, sendo eles: Paulo de Jesus, Maria Eunice Gonzaga e Isabela Santos de Almeida.

Uma outra família morreu no acidente. Gabriela Ferreira dos Santos e Tiago Manoel dos Santos eram casados e tinham dois filhos, Stefany Vitoria dos Santos e Wolyver Manoel Araújo dos Santos.

Confira nomes confirmados pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT)

Amarília Lima Grassi Santos
Ana Paula G. Gonçalves Cerqueira
Aurelito da Rocha Filho
Edmilson Alencar dos Santos
Emanuel Santos de Souza Nascimento
Erivaldo Santos do Nascimento
Gabriela Ferreira dos Santos
Gleidson Santana de Andrade
Isabela Santos de Almeida
João Nilson Carvalho da Silva (motorista)
João Victor Maia
Kelvin Silva de Araújo
Leilane Fernandes de Jesus
Maria Eunice Gonzaga
Michele da Silva
Marla Souza Mandu
Paulo de Jesus
Sabrina Grassi Alencar dos Santos
Stefanny Vitória Araújo da Silva (grávida 3 meses)
Tatiane Santos de Souza Nascimento
Tiago Manoel dos Santos
Wolyver Manoel Araújo dos Santos

O coordenador da Brigada Anjos Jacuipenses, Lucival Souza, que atuou no resgate das vítimas definiu o acidente como “situação de guerra”.

De acordo com Lucival Souza, o ônibus estava partido ao meio e as vítimas estavam umas em cima das outras. Algumas delas estavam vivas, mas presas às ferragens. Ele relatou que conseguia ouvir gemidos e pessoas pedindo para tirar o peso de cima delas.

O brigadista informou ainda que as equipes só saíram do local do acidente após uma varredura em toda área de matagal próxima ao acidente. Uma gestante foi encontrada morta embaixo do caminhão.

Lucival Souza definiu o acidente como a maior tragédia já registrada pela Brigada Anjos Jacuipenses, na região, em 17 anos de atuação.

A PRF acredita que um dos motoristas tentou uma ultrapassagem indevida, mas apenas a perícia poderá confirmar a causa do acidente.

Não há detalhes se os veículos sofreram falha mecânica.

Ainda não há informações sobre a causa do acidente, porque segundo a PRF, é preciso o resultado da perícia.

O primo de uma das vítimas relatou que o ônibus de turismo saiu de Guarajuba em torno de 16h.

Não há detalhes como foi o deslocamento entre a praia de Guarajuba e o local do acidente e se o ônibus precisou fazer alguma parada durante o trajeto.

Fechado para comentários

Veja também

Prefeitura de Petrolina (PE) e PRF fecham parceria para conter a presença de animais soltos nas vias

A Prefeitura de Petrolina firmou uma importante parceria com a Polícia Rodoviária Federal.…