Nota oficial da Diocese de Petrolina sobre o caso Beatriz: “Em nenhum momento fomos procurados para colaborar com o caso”

2

diocese

A Diocese de Petrolina disse que ‘estranhou’ uma nota de repúdio ao Bispo e à Diocese de Petrolina, Dom Manoel dos Reis de Farias, em relação às investigações sobre o crime que ceifou a vida da pequena Beatriz, nas dependências do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. que está circulando nas redes sociais. Por meio desta nota, a Diocese esclarece:

1. O Bispo Diocesano, D. Manoel dos Reis de Farias, no seu programa na Rádio Emissora Rural, a Voz do São Francisco, em diversas ocasiões expressou sua solidariedade à família na busca da elucidação dos fatos.

2. Embora o Colégio Nossa Senhora Auxiliadora seja uma instituição católica, é mantida e administrada pela Congregação Religiosa Filhas de Maria Auxiliadora, não sendo subordinada administrativamente à Diocese de Petrolina.

3. A Diocese, bem como os católicos em geral, é solidária ao sofrimento da família e às Irmãs Filhas de Maria Auxiliadora, na Nota, responsabilizadas injustamente pelo trágico acontecimento ocorrido nas dependências do Colégio. É sempre necessário a prudência nos comentários ou na veiculação de notícias, a fim de que pessoas e instituições não sejam difamadas. Esse fato lamentável poderia ter ocorrido em qualquer estabelecimento de ensino. Ninguém está imune à violência, que ameaça e inferioriza a dignidade humana.

Comungamos a mesma indignação da comunidade petrolinense, pela impunidade reinante no país e pela lentidão com que vem se arrastando as investigações. Portanto, a Nota de Repúdio é injusta ao atribuir ao bispo e à Diocese responsabilidade pelo trágico acontecimento e por falta de apoio. Em nenhum momento fomos procurados para que nos disséssemos em quê e como os católicos, a Diocese e o bispo poderiam colaborar.

Apelamos para o bom senso e pedimos que nos coloquem a situação e como podemos ser úteis nesse processo. Nós o faremos com todo o empenho possível e colocamos a Rádio A Voz do São Francisco, da Diocese de Petrolina, à disposição para colaborar na divulgação que a família achar conveniente.

Com sentimento de profunda solidariedade cristã, abraçamos a família da pequena Beatriz, a comunidade educativa e as queridas irmãs do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. Que Deus, rico em misericórdia, conforte os que choram e ilumine os que trabalham para a solução desse caso.

Diocese de Petrolina-PE. 

2 Comentários

  1. fatima

    21 de fevereiro de 2016 em 18:35

    A CONGREGAÇÃO filhas de Maria Auxiliadora faz trabalho social junto aos carentes?a arrecadação da escola é destinada somente a escola…Apenas curiosidade!

    Responder

  2. Georje

    23 de fevereiro de 2016 em 10:57

    Há Muitos Trabalhos de caridade dessas irmãs no Brasil e no mundo, como de todas as congregações católicas, na Africa elas mantêm muitas escolas e orfanatos gratuitos, em Petrolina há um espaço no Gercino Coelho onde elas mantêm um colégio gratuito com ótima qualidade de ensino além liberarem o horário noturno do colégio do centro para moças no ensino médio!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pacote de obras contabiliza outras cinco creches de alto padrão em Petrolina (PE)

Uma das grandes novidades do ano letivo de 2021 da rede Municipal de Educação de Petrolina…