“Nós não perdemos alunos, é que com o fechamento das escolas públicas por causa da pandemia, não tivemos ingresso de novos estudantes”, declara diretor-presidente da Facape

O diretor-presidente da Facape (Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina), Antonio Habib explicou sobre a situação que a instituição está enfrentando atualmente.

Como publicado no blog, a Facape vive as dificuldades de uma crise econômica que chegou com a pandemia do coronavírus. A única fonte de renda da faculdade provém das mensalidades dos alunos.

“Exatamente no momento da pandemia as nossas receitas começaram a baixar, e obviamente as despesas ficaram superiores às receitas.  Nós iniciamos a pandemia com aproximadamente 3 mil alunos e hoje estamos com um pouco mais de 2 mil. A pandemia foi fator crucial. Antes da pandemia estávamos bem, tínhamos reserva de caixa, inclusive, muito tranquilos para implantação do nosso curso de Medicina e outros de saúde”, disse em entrevista ao programa Edenevaldo Alves, na Rádio Petrolina FM nesta quinta-feira (10).

Habib ainda explicou que devido à pandemia, a faculdade não recebeu novos alunos.  “Nós não perdemos alunos, o que aconteceu foi que com o fechamento das escolas públicas, nós não tivemos ingresso de novos discentes, vindos do ensino médio. Todas as escolas de ensino superior estão enfrentando esse problema”, comentou.

Fechado para comentários

Veja também

Centro de Controle de Zoonoses recolhe animais abandonados de grande porte em Petrolina

Uma das atribuições do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) é a retirada de animais de gra…