No Brasil, 85% das crianças têm acesso à internet e mais da metade já tem celular

É cada vez mais comum que crianças, mesmo quando muito pequenas, tenham aparelhos celulares. Também é comum que elas passem cada vez mais tempo na frente das telas, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua sobre Tecnologia da Informação e Comunicação (Pnad/TIC).

Aproximadamente 85% das crianças de 10 a 13 anos acessaram a internet. Esse acesso cresce continuamente com o avanço das faixas de idade, chegando a mais de 96% dos adultos de 20 a 29 anos, mas começa a diminuir aos poucos no patamar dos 50 anos, ficando em 62,1% dos idosos.

Considerando os grupos etários, o crescimento do uso da internet foi mais acelerado entre os mais velhos. Segundo o IBGE, o aumento do percentual de pessoas que utilizaram a internet, de 2019 a 2022, foi maior entre adultos de 50 a 59 anos e de 60 anos ou mais (crescimento de 11,9 e 17,3 pontos percentuais, respectivamente).

Pela primeira vez, o levantamento investigou a frequência com que as pessoas normalmente usam a internet. E, entre os brasileiros com mais de dez anos, 93,4% acessavam todos os dias, enquanto outros 2,7% se conectavam quase todos os dias.

Posse de celular
Em 2022, o percentual de pessoas que tinham seus próprios celulares foi menor no grupo de 10 a 13 anos. Ainda assim, mais da metade dessas crianças têm telefones móveis (54,8%).

O maior percentual de pessoas com celular foi observado entre adultos jovens, de 25 a 29 anos, onde essa taxa ficou em 94,8%, e entre os brasileiros de 30 a 39 anos, os quais 94,9% têm celular.

Nos grupos seguintes, o percentual declinou gradualmente até 50 a 59 anos (89,6%), terminando em 73,7% no caso dos idosos de 60 anos ou mais. (Agência O Globo)

Fechado para comentários

Veja também

Mais de 10 milhões de pessoas trabalham no comércio brasileiro, diz pesquisa

O número de pessoas que trabalham no comércio no Brasil chegou a 10,3 milhões em 2022, o m…