Náutico: Timbu é Campeão Brasileiro da Série C

Para encerrar a temporada celebrando um processo de reconstrução no clube após um dos períodos mais difíceis da história, com o rebaixamento em 2017, o Náutico fez questão de ir além da festa pelo acesso, acabando também com um incômodo jejum de conquistas nacionais. Neste domingo (6), diante do Sampaio Corrêa, no Castelão/MA, o Timbu escreveu mais um capítulo importante: o de campeão da Série C do Campeonato Brasileiro 2019. O empate em 2×2 foi suficiente para levantar o troféu – o duelo de ida, nos Aflitos, foi vencido pelos alvirrubros por 3×1. Festa em vermelho e branco para exorcizar um fantasma e projetar um horizonte promissor no futuro.

O cronômetro era o maior aliado do Náutico. A cada minuto passado, o título ficava mais próximo. O tempo, porém, seria útil apenas se o Timbu também fizesse sua parte. E pela pressão nos minutos iniciais, ficou evidente que esse não foi o caso. Acuado no campo de defesa, os alvirrubros deram muito espaço nas laterais para as investidas do Tubarão. Aos 13, veio a punição. Everton puxou para a perna esquerda e bateu no canto de Jefferson, fazendo 1×0 para o Sampaio Corrêa.

Um chute fraco de Matheus Carvalho, aos 29 minutos, foi a única boa chance do Náutico no primeiro tempo. Fora isso, o Sampaio Corrêa mandou na partida, ainda que também insistindo bastante nos lançamentos direitos e chutes de longa distância. Mesmo com a vantagem no somatório dos dois resultados, os pernambucanos demonstraram nervosismo.

Nem mesmo a conversa com o técnico Gilmar Dal Pozzo, na parada técnica, surtiu efeito. No dicionário do futebol, o Náutico “não entrou em campo”. Limitou-se a defender sua meta e evitar o segundo gol do Sampaio. O que de melhor aconteceu para os pernambucanos foi o fim do primeiro tempo.

Em toda história de superação, um herói precisa aparecer para salvar o dia. No Náutico, ele atende por Álvaro. O protagonista Timbu no mata-mata da Série C, com quatro gols, novamente mostrou seu poder de decisão. Após escanteio de Jean Carlos, o atacante apareceu livre na área para cabecear e deixar tudo igual no Castelão. O sexto tento do jogador com a camisa alvirrubra, assumindo a artilharia do time na competição.

Esperar um jogo tranquilo foge ao histórico recente do Náutico na Série C 2019. O Sampaio Corrêa continuou pressionando o Timbu e Jefferson fez pelo menos duas grandes defesas. Quando não alcançou a bola, o camisa 1 contou com a ajuda do travessão no chute de Eloir. Aos 37, porém, o goleiro apenas lamentou a conclusão de Salatiel para o fundo do gol, fazendo 2×1 para a Bolívia Querida.

Antes mesmo da torcida do Sampaio começar a sonhar com uma reação, veio o gol do título do Náutico. Matheus Carvalho arrancou pela esquerda e bateu para decretar o empate em 2×2 e levar a taça da Série C para Pernambuco. (FolhaPe)

Fechado para comentários

Veja também

Danilo elege Brasília Teimosa em Recife (PE) para 1º ato oficial da campanha nesta terça (16)

Uma grande caminhada pelas ruas do simbólico bairro de Brasília Teimosa, no Recife, marca …