Mulher é curada do vírus HIV após transplante de células-tronco

Um grupo de cientistas norte-americanos divulgou uma descoberta que representa um grande passo na história da medicina. Pela primeira vez, uma mulher foi curada do vírus HIV após transplante de células-tronco do sangue de um cordão umbilical.

A paciente, de 64 anos, é a terceira pessoa do mundo a receber o tratamento e ter o vírus eliminado completamente do organismo.

O sangue que ela recebeu foi utilizado para tratar uma leucemia. O doador era naturalmente resistente ao HIV e a mulher está livre do vírus há 14 meses.

Normalmente, sangue de cordão umbilical é usado em transplantes de medula óssea e não tem necessidade de ser compatível com o receptor.

O caso foi revelado na Conference on Retroviruses and Opportunisitic Infections.

Segundo os cientistas, a metodologia aplicada pode ser utilizada para tratamento em mais pessoas.

O caso está sendo acompanhado e pode dar sinais de estratégias para a cura definitiva do vírus que causa a Aids.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Até o momento, não há notificação de casos suspeitos da varíola dos macacos no Brasil

O Ministério da Saúde criou uma sala de situação para monitorar o cenário da varíola dos m…