Mulher de 86 anos é resgatada após 72 anos de trabalho em condições análogas à escravidão

Uma idosa de 86 anos foi resgatada depois de trabalhar para uma mesma família há 72 anos. Nascida em Vassouras, no Centro-Sul do estado do Rio de Janeiro, a senhora trabalhou para a mesma família desde os 12 anos de idade, por três gerações.

Segundo o Ministério Público do Trabalho (MPT), esse é caso de exploração mais longa de uma pessoa em situação de escravidão contemporânea no país, desde que um sistema de fiscalização para enfrentar esse tipo de crime foi criado no Brasil, em maio de 1995. De acordo com o órgão, nos últimos 27 anos, 58.166 pessoas foram resgatadas pelo poder público.

A mulher prestou serviço todos os dias, sem oportunidade de estudo, férias ou salário. Atualmente, com a idade avançada, continuava exercendo as funções domésticas como limpar, passar roupa, fazer comida e cuidar da dona casa.

A ação que resgatou a mulher não identificada teve início em 21 de setembro de 2021. No dia 5 de maio, a operação foi concluída. No entanto, o processo ainda não terminou, uma vez que ainda está em negociação o pagamento dos salários e direitos atrasados da vítima. Desde que foi resgatada, em 15 de março, ela está recebendo atendimento psicossocial em um abrigo da prefeitura do Rio de Janeiro. Essa foi a primeira vez que ela saiu da casa onde trabalhava. (CNN Brasil)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Homem é atacado por bode no bairro Quati II e sofre corte profundo na mão

Um homem sofreu um corte profundo na mão depois de ser atacado por um bode no bairro Quati…