Ministério Público atua para que Boletins da Covid-19 mostrem dados por raça e cor e destaca Petrolina (PE)

0

Com os dados desagregados por raça, cor e etnia é possível adaptar as iniciativas adotadas pelo poder público às características da pandemia em cada município, com melhores respostas à emergência de saúde. O correto preenchimento do quesito raça/cor/etnia, por profissionais de saúde, nos formulários de notificação da Covid-19 e a divulgação dos dados desagregados nos boletins epidemiológicos, pelas Secretarias de Saúde, consistem nos dois objetivos de atuação na Capital, Região Metropolitana (RMR) e interior.

A atuação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio do Grupo de Enfrentamento ao Racismo (GT Racismo) e o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde (Caop Saúde), já resulta em publicação dos Boletins Epidemiológicos da Covid-19 da Secretaria Estadual de Saúde e das Secretarias dos municípios como Recife, Olinda, Jaboatão, Cabo de Santo Agostinho, Santa Cruz do Capibaribe, Caruaru e Garanhuns.

As Promotorias de Justiça de São Lourenço da Mata, Arcoverde e Igarassu já estão em articulação com as Secretarias municipais, com a expedição de recomendações do MPPE para os municípios. No Estado de Pernambuco, o destaque vai para Recife, Olinda e Petrolina, o MPPE atuou em conjunto com a Defensoria Pública do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE) confirma mais 66 casos positivos do coronavírus e registra mais 184 pessoas curadas da doença nesta quinta-feira (03)

Petrolina fechou esta quinta-feira (3) com 184 pessoas curadas clinicamente da covid-19 e …