MP Eleitoral consegue na Justiça proibição de paredões de som em Gravatá (PE)

0

O Ministério Público Eleitoral ajuizou representação em face das coligações e do Paulo Apolinário da Silva Júnior (atual vereador e candidato a reeleição), após constatar que desde o início do período eleitoral, os representados, em vários de seus eventos eleitorais realizados, infringiram normas eleitorais, de trânsito e de posturas ao fazerem uso dos chamados “paredões de som”, que são vedados legalmente. No processo eleitoral, a Promotoria de Justiça juntou dez documentos (vídeos e fotografias), para respaldar o pleito na Justiça Eleitoral.

 A decisão do processo 0600514-30.2020.6.17.0030 foi deferida no dia 26 de outubro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Covid-19: Petrolina (PE) tem 148 curas, 118 casos novos da covid-19 e registra um óbito nesta sexta (4)

O boletim epidemiológico da Prefeitura de Petrolina desta sexta-feira (4) registra 148 cur…