Movimento de moradia social busca parceria com o poder municipal em Petrolina

0

Apesar de políticas públicas habitacionais como o Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV) – a maioria dos municípios brasileiros registram dados alarmantes diante das centenas de famílias em  ocupações ilegais  e irregulares. A situação escancara uma realidade social e urbana crescente: a da falta de moradia.

Em Petrolina, por exemplo, as ocupações do  Buraco da Muriçoca e Esmeralda no bairro Dom Avelar fazem parte desta estatística. A afirmação é do Coordenador estadual  do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM), em Pernambuco, Isacleiton Diniz.

Em visita a Petrolina, o gerente nacional do MNLM, Paulo André Araújo, informou durante entrevista ao Blog Edenevaldo Alves, que busca parceria com o poder municipal para fortalecer  políticas de moradia na cidade. “A gente acredita que possa construir essa parceria com o município”.

Paulo cita que será apresentado na Assembléia Legislativa de Pernambuco um projeto  nos mesmos moldes do PMCMV, onde solicita que o Governo do Estado crie o fundo Estadual de Habitação. O gerente sugere  que Miguel Coelho possa receber a proposta também.

“Nós queremos sugerir que o prefeito possa criar um arcabouço, seguir essa proposta do Governo do Estado,  criar o fundo municipal de habitação, aportar  recursos. Isso vai contribuir no sentido da dignidade e cidadania das famílias”, assegura.

A Coordenadora de Projetos Sociais, Carla Eduarda Celestino afirmou que essa proposta busca diminuir o déficit habitacional no estado, que já ultrapassa  de mais de 400 mil pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

“Está todo mundo aqui no ônibus e ele está com o licenciamento vencido”, dispara passageira; veja o vídeo

Um ônibus da empresa Falcão Real, que seguia viagem para Capim Grosso e cidades circunvizi…