Ministério Público de Pernambuco e Bahia emitem comunicado para as prefeituras de Petrolina e Juazeiro  sobre a necessidade da permanência do isolamento social

O Ministério Público de Pernambuco e  o Ministério Público da Bahia se manifestaram num documento conjunto emitido neste sábado (28), que direciona um comunicado sobre a permanência do isolamento social para a população dos municípios de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA).

Os organismos públicos destacam a escassez de leitos para atender a demanda da região caso aumente o número de pacientes infectados pela COVID-19, e salienta que   os dados divulgados não expressam a realidade local, pois as pessoas que não são testadas continuam disseminando a doença. “Sobretudo no Vale do São Francisco, que se destaca pelo agronegócio de exportação”, destaca o comunicado.

 “Os Municípios de Petrolina e Juazeiro, que em condições normais já não possuem leitos suficientes para atender a demanda da região, não terá condições de suportar o aumento de todos os casos que ocorrerem. Quando se fala que não dispomos de leitos e equipamentos suficientes, não estamos querendo cair na vala comum, queremos demonstrar apenas a gravidade da situação. O isolamento tem sido recomendado como forma de não disseminar o vírus, já que não temos a real dimensão do alcance da doença por não dispormos de testes”, cita um trecho do comunicado.

O documento também situa a população sobre as recomendações sanitárias de ordem federal, estadual e municipal  que foram expedidas de forma restritivas e elaboradas pela  Organização Mundial da Saúde, esta, por sua fez, baseada em estudos científicos orientados por casos do mundo inteiro.

“Qualquer conduta que seja dissonante da legislação mencionada é passível de responsabilização civil, criminal e administrativa”, finaliza o documento.

1 Comentário

  1. Sivaldo

    29 de março de 2020 em 15:34

    ISOLAMENTO SOCIAL
    SE ESSE GOVERNO CAIR VOCÊS VÃO VER O QUE É BOM PRA TOSSE,

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Senado aprova projeto de lei que reduz tarifa de energia por cinco anos

Senadores aprovaramm em votação simbólica, um projeto de lei que reduz as tarifas de energ…