Ministério Público da Bahia emite nota de repúdio sobre prova de concurso que desrespeitou justiça baiana

O Ministério Público do Estado da Bahia emitiu uma nota de repúdio sobre a prova do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE), aplicada no último domingo (15). Na questão nove de língua portuguesa, o enunciado questionava a justiça baiana por meio de conteúdo preconceituoso.

Na nota o MP faz críticas à banca realizadora. “É inconcebível que uma respeitada instituição organizadora de certames promova insinuação jocosa e desrespeitosa ao Poder Judiciário”.

Confira:

O Ministério Público do Estado da Bahia vem a público repudiar o teor da prova do concurso público do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), realizado no último domingo, dia 15, pela Fundação Getúlio Vargas, em razão do conteúdo preconceituoso em relação à justiça baiana.

É inconcebível que uma respeitada instituição organizadora de certames promova insinuação jocosa e desrespeitosa ao Poder Judiciário, sobretudo em uma avaliação para futuros integrantes do próprio sistema de justiça. O Ministério Público solidariza-se com todos os desembargadores, juízes e servidores do Tribunal de Justiça da Bahia e lastima profundamente o ocorrido, na esperança de que haja uma retratação por parte da empresa e do TJCE e punição dos responsáveis pelo grave insulto. Reafirma, por fim, a confiança no trabalho dedicado realizado por cada um dos integrantes da justiça baiana.

Fechado para comentários

Veja também

Um mês após reintrodução em Curaçá (BA), especialistas falam sobre volta das ararinhas-azuis

Um mês depois das ararinhas-azuis voltarem ao céu de Curaçá (BA), a reintrodução desses an…