Miguel promete 2019 com profundas mudanças no saneamento e transporte público de Petrolina

Durante encontro com a imprensa de Petrolina, neste sábado (22), o prefeito Miguel Coelho fez um balanço da gestão em 2018. Acompanhado pelo senador Fernando Bezerra e os deputados Antonio Coelho e Fernando Filho, o chefe do executivo municipal apontou também as prioridades para o próximo ano. Miguel garantiu que a cidade sertaneja terá avanços marcantes, em especial, no transporte público e nos serviços de água e esgoto.

O prefeito elencou um conjunto de investimentos realizados em Petrolina no ano de 2018. Para Miguel, os mutirões de cirurgias, exames e a abertura de novos postos e serviços médico/odontológicos foram sentidos pela população como um avanço notório. O gestor também citou a pavimentação como um carro-chefe do balanço deste ano. “Nosso compromisso de campanha era pavimentar 200 ruas e, com esse grande investimento atual, vamos superar facilmente esse volume. Também entregamos a duplicação da Sete de Setembro, dando uma prova de que o tempo das grandes obras voltou a Petrolina”, enumerou.

Apesar dos avanços, Miguel disse que muito ainda deve ser feito na cidade e que desafios do dia a dia no transporte e saneamento apontados pela população como prioridade serão enfrentados com urgência. “Foi um ano muito realizador, com marcas como o Petrolina Cuida, que fez mais de 5 mil cirurgias de catarata e abriu dez novos postos de saúde, a realização de vários mutirões de exames entre outras ações. E 2019 vai ser um ano que vai marcar a história de Petrolina na questão da água e esgoto como também no transporte coletivo, com uma nova licitação marcada para fim de janeiro para novas empresas de ônibus”, adiantou o prefeito.

Atualmente, a Prefeitura de Petrolina tem dois planos em andamento para enfrentar as questões do transporte e saneamento. No primeiro caso, a expectativa é até julho iniciar a operação de novos ônibus mais confortáveis e com maior eficiência nas rotas. Já para abastecimento de água e tratamento de esgoto, a estratégia é fazer uma parceria público-privada, que terá o edital lançado até março. A ideia é que a futura concessionária do saneamento invista todos os recursos pagos pelos petrolinenses na cidade sertaneja, ampliando a cobertura de serviços e agilizando o atendimento. Hoje, o trabalho é feito pela Compesa, mas somente uma parte da tarifa paga pela população é revertida para Petrolina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Incertezas sobre a Sputnik V desagradam secretário da Saúde de Pernambuco

Quando parecia que a novela envolvendo a compra da vacina contra a Covid-19 Sputnik V, des…