Miguel Coelho entrega cartões para auxílio a famílias com vítimas da covid-19

O prefeito Miguel Coelho iniciou a agenda desta segunda (30) com entregas voltadas para o setor social. Foram inaugurados o Núcleo de Direitos Humanos e a Casa dos Conselhos Municipais. No mesmo evento, o prefeito fez ainda a entrega simbólica dos primeiros cartões para pagamento do “Petrolina BEM”, programa para dar auxílio financeiro a famílias que perderam entes por conta do coronavírus.

A iniciativa é inédita entre todas as prefeituras do Nordeste e recentemente foi adaptada pelos governadores de nove estados. O “Petrolina BEM” vai atender cerca de 2.300 famílias. Parte desse público é de familiares com vítimas da covid-19 e o restante é do público que está na fila de espera do Bolsa Família. Os primeiros pagamentos já foram liberados. O restante do público receberá a primeira parcela de R$ 250,00 em setembro. A estimativa é que a Prefeitura de Petrolina invista R$ 1,7 milhão neste programa social.

Uma das beneficiárias do “Petrolina BEM”, Maria Risoneide, perdeu o marido para a covid-19. Emocionada, ela parabenizou a prefeitura pela sensibilidade de dar alento a famílias que ainda sofrem pelo luto da pandemia. “Espero que outros municípios adotem esse projeto. Mais do que um auxílio, esse programa dá visibilidade a nossas famílias que sofreram tanto com essa pandemia”, elogiou Maria Risoneide.

Novos equipamentos – além da entrega de cartões do “Petrolina BEM”, o prefeito Miguel Coelho inaugurou a nova sede da Casa dos Conselhos e do Núcleo de Direitos Humanos. Ambos espaços ficam no mesmo endereço, Rua Pacífico da Luz, n° 29, Centro.

A Casa dos Conselhos será uma estrutura para promover debates, reuniões entre outras atividades de conselheiros de sete segmentos, a exemplo da Assistência Social, Direitos das Crianças, Pessoa Idosa e Segurança Alimentar. Já o Núcleo de Direitos Humanos oferecerá vários serviços e atendimentos a públicos em situação de vulnerabilidade ou sob riscos de violação e discriminação, tais como LGBTQIA+, população negra e cultura cigana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Shows poderão ter 2.500 pessoas, mas a dança segue proibida; é permitido ficar de pé usando máscara

Desde o início de setembro, o governo do estado começou a liberar “eventos-testeR…