Médium João de Deus se entrega à polícia em Goiás

O médium João de Deus se entregou à polícia neste domingo (16), por volta das 16h30, nas proximidades de Abadiânia, na região central de Goiás. Ele foi conduzido para uma delegacia. João de Deus é suspeito de praticar abusos sexuais durante tratamentos espirituais. A prisão foi determinada pela Justiça na tarde de sexta, a pedido do Ministério Público e da Polícia Civil de Goiás.
Mais de 300 mulheres afirmam ter sido vítimas do religioso, segundo o MP-GO. A defesa nega.A prisão é preventiva – ou seja, sem prazo para terminar – e foi decretada pelo juiz Fernando Augusto Chacha de Rezende, que responde pela vara de Abadiânia durante as férias da titular.
Os promotores e o advogado de João de Deus, Alberto Toron, confirmaram que ele foi preso neste domingo.
Até o sábado, a polícia fez buscas em mais de 30 endereços em busca do médium sem sucesso, segundo o delegado-geral de Goiás, André Fernandes. Ele disse que João teria até as 12h de sábado para se entregar.
O G1 tenta contato com a defesa de João de Deus para comentar a prisão. Ele se diz inocente das acusações feitas pelas mulheres. A Justiça ainda não julgou o caso. (G1/Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão Conteúdo )

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): AGE reforça atenção aos microempreendedores para período da Declaração Anual DASN-Simei

Petrolina contabiliza mais de 18 mil microempreendedores individuais (MEI) formalizados, s…