Médica acusa filho do presidente Lula de agressão física e moral

A médica Natália Schincariol, ex-namorada de Luís Cláudio Lula da Silva, registrou nesta terça-feira (2) um boletim de ocorrência contra o filho caçula do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por agressão física e psicológica. O B.O foi aberto na Delegacia da Mulher de São Paulo.

Segundo Natália, as agressões eram de “natureza física, verbal, psicológica e moral” e teriam se intensificado com o tempo de relacionamento. Os dois tiveram um relacionamento de cerca de dois anos.

Luís Cláudio nega todas as acusações.

De acordo com a médica, ela ficou afastada do trabalho durante um mês após ser agredida com uma “cotovelada na barriga” durante uma briga com Luís Cláudio.

Além disso, contou que foi hospitalizada com crises de ansiedade e que recebe ameaças e ofensas constantes do denunciado, que a chamou de “doente mental”, “feia” e “vagabunda”.

Leia também: Dólar fica em R$ 5,058 após intervenção do Banco Central

Schincariol também denunciou que ele manteve relações sexuais com outras mulheres “sem proteção”. “Contraiu infecção e me expôs em risco conscientemente.”

Em uma rede social, a vítima pediu que o presidente Lula e sua família não sejam responsabilizados. “Parem de responsabilizar os familiares por maldades de um homem adulto de 40 anos. São pessoas totalmente diferentes”, escreveu. A postagem foi excluída minutos depois.

O outro lado

Em nota divulgada pelo Instagram, a defesa de Luís Claudio afirma que tomou conhecimento das “fantasiosas declarações”. A nota foi assinada pelos advogados Galib Jorge Tannuri e Carmen Silvia Costa Ramos Tannuri.

Fechado para comentários

Veja também

Governo de Pernambuco contrata empresa organizadora do concurso da Polícia Científica com 213 vagas

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta terça-feira (23), a contratação da empresa AOCP &#…