Mais de mil trabalhadores se cadastram no primeiro dia do Chapéu de Palha

0

chapeu

No primeiro dia do cadastramento do Chapéu de Palha 2016, um total de 1.457 trabalhadores rurais se inscreveu nos sete municípios atendidos pela primeira etapa do programa, a da fruticultura irrigada. O cadastro será realizado até a próxima sexta-feira (22), das 8h às 17h, em 14 pontos de atendimento em Petrolina, Lagoa Grande, Cabrobó, Orobó, Petrolândia, Belém de São Francisco e Santa Maria da Boa Vista.

De acordo com a equipe da Secretaria de Planejamento e Gestão, pasta que coordena o Chapéu de Palha, o movimento no segundo dia de cadastramento pode ser considerado maior do que o desta segunda-feira (18). A expectativa do Governo do Estado é beneficiar cerca de dez mil trabalhadores rurais, número semelhante ao da edição do programa no ano passado.

No N4 do perímetro Senador Nilo Coelho, na zona rural de Petrolina, os trabalhadores formaram filas antes da abertura dos portões da Escola Nossa Senhora Aparecida, onde são realizadas as inscrições. O trabalhador rural Marcelo Carvalho de Oliveira se cadastrou pela segunda vez no programa. “O Chapéu de Palha é ótimo, principalmente por causa dos cursos que nos oferece”, disse. Ele, enquanto não volta a trabalhar no cultivo da manga, fará o curso de artesanato em couro. “Espero poder, depois, complementar a minha renda”, acrescentou.

O Chapéu de Palha concede auxílio financeiro aos cadastrados de quatro parcelas de até R$ 246,45 complementar ao Bolsa Família. O programa oferece cursos de qualificação profissional para os beneficiários, realizados pelas também Secretarias da Mulher, de Educação, de Agricultura e Reforma Agrária, de Meio Ambiente e de Trabalho e Qualificação Profissional.

Para se cadastrar em 2016 no Chapéu de Palha, é necessário ser trabalhador (a) rural da fruticultura irrigada, auxiliar de câmara fria e de casa de embalagem, embalador (a) ou tratorista e ter mais de 18 anos. Além disso, é preciso ser morador de um dos sete municípios pernambucanos contemplados pelo programa. Não serão admitidos trabalhadores que residam em outras cidades.

Também está entre os critérios para o cadastramento que o agricultor tenha trabalhado com registro em carteira pelo período mínimo de 30 dias corridos entre 1º de junho e 31 de dezembro de 2015. E ter sido dispensado a partir entre 1º de junho do ano passado e o último dia das inscrições, 22 de janeiro.

Os trabalhadores devem apresentar originais e cópias do NIS/PIS do participante e/ou do representante legal, CPF do participante e do indicado, Carteira de Identidade do participante, Documento Comprobatório da Demissão: CTPS (folha de rosto e folha que comprova a data de demissão) e contrato de trabalho rescindido do participante, Comprovante de endereço do participante e do Indicado. Para informações, o telefone é o 0800 282 5158.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Médico morre vítima do novo coronavírus

Faleceu na noite de segunda-feira (23),  em Petrolina (PE), o anestesista César Obara. Ele…