“Mais de 50% dos vereadores da Casa Plínio Amorim vivem nas mãos de agiota”, revela Zé Batista da Gama

6

agiota

O vereador Zé Batista da Gama destacou em seu discurso na manhã desta quinta-feira (4) na Casa Plínio Amorim algo que muitos não sabiam. Ele revelou que mais de 50% do vereadores da Casa Plínio Amorim possuem dívidas nas mãos de Agiota. Batista alegou que não é só na legislatura atual que isso acontece. Ex-vereadores estão até hoje endividados “até a alma”.

“Os vereadores daqui vivem sacrificados financeiramente, porque aqui é um verdadeiro corredor polonês, as pessoas saem do gabinete e entram em outro pedindo ajuda para pagar energia, água e botijão, alimento, remédio, tudo o que você imaginar”, revelou.

Zé Batista disse que os vereadores realizam essas ações porque muitos vêem a necessidade da população e com isso, eles acabam se endividando.  Parece que o salário de um vereador não tem dado conta, e Zé Batista concorda que seja a provado na câmara qualquer projeto favorável em subsídio aos parlamentares.

“Tem pessoas que não economizam e devem muito. Reitero que sou a favor de qualquer lei que seja para aumentar salário dos vereadores para ele ter benefício em prol da população, porque a constituição permite. Se for mudar o salário para R$ 20 mil reais, eu voto e não tenho medo de enfrentar a sociedade. Para manter o seu mandato, é preciso que os vereadores saibam economizar”, disse.

Logo após o comentário de Zé Batista, nossa equipe foi informada através de uma fonte, que tem vereador devendo mais de R$ 55 mil, com juros que ultrapassam 10% nas mão de agiotas.

6 Comentários

  1. sergio gomes

    4 de fevereiro de 2016 em 12:56

    ele deveria denunciar pois agiotagem é crime….

    Responder

  2. Edy

    4 de fevereiro de 2016 em 14:28

    Problema deles, fazem isso não para ajudar mas para tentar ganhar nas próximas eleições nada mas do que isso, eu ganho 10 vezes menos eu sobrevivo sossegado não da para viver no luxo mas da para sobreviver, muito simples só é seguir uma regra básica da economia não gastar mas do que se ganha.

    Responder

  3. Júlio lossio

    4 de fevereiro de 2016 em 23:47

    Realmente concordo. E pra ficar endividados mesmo. Gastam uma fortuna para se eleger. Agora o que tem que acabar e salários altos para vereadores. Que digase de passagem ser vereador não e profissão. Salário mínimo. Seria de bom tamanho. Acabaria com o problema. Ninguém ia querer, e ia da espaço para cidadão se candidatar.

    Responder

  4. gonzagahelio@hotmail.com

    5 de fevereiro de 2016 em 18:19

    Parece brincadeira, a regra pra não dever é muito simples! Gaste menos do que ganha! Qual será o padrão de vida e patrimônio desses vereadores que estão devendo ?

    Responder

  5. Anilton

    6 de fevereiro de 2016 em 05:27

    Vou encorajar a população a fazer igual às Pessoa de uma cidade do Paraná pra baixar os salários dos vereadores à um salário mínimo.

    Responder

  6. JOSÉ CÍCERO DA SILVA

    9 de fevereiro de 2016 em 20:56

    É muito interessante essa entrevista do vereador José Batista, quer dizer que além da população ter que aguentar a incompetência política do candidato eleito tem também que aguentar a incompetência financeira do dito cujo.
    No meu entender, a câmara não é casa de doação nem fomento, vereador nenhum é obrigado a dar dinheiro e se o vereador, chega a dizer que a Constituição permite, então em Petrolina quando diplomar o vereador é necessário que dê a ele um diploma de ONG ambulante, assim ele fica acobertado.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Julio Lossio Filho descarta possibilidade de ser articulador da oposição na Câmara e afirma que esse papel é dos vereadores eleitos

Questionado se seria o articulador da oposição na Câmara Plínio Amorim, em Petrolina (PE),…