Maioria do STF permite ampliação do Auxílio Brasil em ano eleitoral

A maioria do  Supremo Tribunal Federal (STF) permitiu   que o governo federal amplie o programa social, agora rebatizado Auxílio Brasil, em 2o22,  sem esbarrar na lei eleitoral que proíbe aumento de gastos com programas de benefícios sociais a partir de 1º de janeiro de 2022.

O relator do processo, ministro Gilmar Mendes, argumentou que a legislação eleitoral não pode impedir o estrito cumprimento de decisões judiciais que determinam o pagamento de renda básica com o intuito de garantir a subsistência das pessoas desassistidas  diante da crise.

“No caso em apreço, a colmatação da omissão inconstitucional determinada pelo Poder Judiciário, longe de se enquadrar em oportunismo eleitoreiro ou em promoção de uma eventual candidatura, apenas concretiza um dos objetivos da República Federativa do Brasil, previsto no art. 3º, inciso III, que é “erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Defesa Civil alerta população para a possibilidade de chuva forte em Juazeiro (BA)

A Defesa Civil de Juazeiro informa a população sobre a possibilidade de chuvas fortes no m…