Maioria da bancada de Pernambuco não tem candidato na eleição da Câmara

0

Visando à reeleição como presidente da Câmara dos Deputados, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) desembarca no Recife na próxima quinta-feira (17) para se reunir com o governador Paulo Câmara (PSB) no Palácio do Campo das Princesas e, depois, um encontro com a bancada federal de Pernambuco. A ideia é consolidar os votos já conquistados e reverter alguns posicionamentos, como o do PSB, do qual Câmara é vice-presidente nacional. Dos 25 deputados federais do Estado, ao menos nove parlamentares se manifestaram a favor de Maia. Para ser eleito, o candidato necessita obter, ao menos, 257 votos.

O acordo entre Maia e o PSL, do presidente Jair Bolsonaro, pegou partidos de oposição ao governo de surpresa. Foi o caso de PSB, PDT, PCdoB e do PT. Diante disso, a maioria da bancada federal do PSB se posicionou, na última quinta-feira, contra o atual presidente da Câmara dos Deputados. Cinco socialistas são pernambucanos – João Campos, Felipe Carreras, Danilo Cabral, Gonzaga Patriota e Tadeu Alencar.

O PDT, por sua vez, manifestou-se favorável ao democrata. O deputado federal Wolney Queiroz (PDT), como coordenador da bancada pernambucana, articula a visita de Maia ao Estado. Correligionário, o deputado federal Túlio Gadelha defendeu que o partido não apoie o atual mandatário da Casa, mas sim um nome à esquerda. Gadelha se reuniu com o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), também candidato, na última quinta-feira. Procurado, Renildo Calheiros (PCdoB) não se posicionou.

O PT, esnobado por Maia, está debatendo a melhor opção. Os deputados federais Marília Arraes e Carlos Veras ainda não definiram em quem votar, mas frisaram que não será no democrata. “No contexto em que a gente está não dá para considerar que é uma eleição normal e que prevalecem somente os interesses internos da Casa Legislativa”, disse Marília. “Com o PSL não dá”, acrescentou Veras. O PT estuda ter candidatura própria.

Os deputados André Ferreira (PSC), André de Paula (PSD), Silvio Costa Filho (PRB), Fernando Filho (DEM), Ricardo Teobaldo (Podemos), Bispo Ossésio Silva (PRB), Fernando Monteiro (PP) e Luciano Bivar (PSL) votam em Maia. Destes parlamentares, apenas Monteiro contrariou a posição partidária, visto que o PP lançou a candidatura de Arthur Lira (PP-AL). O deputado federal Fernando Rodolfo (PR) disse que conversou com Maia, Fábio Ramalho (MDB-MG) e JHC (PSB-AL), mas só decidirá em fevereiro de forma pessoal e não partidária. Já o deputado federal Augusto Coutinho (Solidariedade) se reúne hoje com a bancada federal em Brasília para definir.

A reportagem tentou contato com os deputados Raul Henry (MDB), Daniel Coelho (PPS), Sebastião Oliveira (PR) e Pastor Eurico (Patriota), mas não obteve sucesso. Contudo, nos bastidores, comenta-se que o emedebista estaria inclinado a votar no atual presidente da Casa. (FolhaPE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Aqui cada leitor vira um repórter