Mãe comemora após Daniel Alves pagar fiança e deixar prisão: ‘Deus no comando sempre’

A mãe de Daniel Alves, condenado por ter estuprado uma mulher em uma boate na Espanha, usou as redes sociais nesta segunda-feira (25), para comemorar após o filho deixar a prisão. O ex-jogador pagou a fiança de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,4 milhões) estipulada pela Justiça, para aguardar em liberdade a decisão final.

Maria Lúcia Alves também é alvo de um processo que corre na Justiça espanhola por ter divulgado supostas imagens da vítima — desde o início do caso, a juíza responsável proibiu que a identidade da denunciante fosse divulgada por qualquer meio.

Quando a Justiça de Barcelona aceitou o pedido de liberdade provisória, a mãe do ex-jogador também usou as redes sociais para comemorar a decisão.

“A vitória chegou para honra e glória do senhor. Obrigada, meu Deus”, escreveu a mãe do ex-jogador brasileiro.

Acompanhado de sua mãe, de sua advogada e de um amigo, Alves saiu nesta manhã da prisão de Brians 2, parte de um complexo prisional a 40 quilômetros de Barcelona e onde o brasileiro estava desde janeiro de 2023, quando foi preso preventivamente enquanto o caso era investigado.

Nesse período, ele teve quatro pedidos para aguardar em liberdade negados. Na semana passada, no entanto, a Justiça espanhola aceitou conceder liberdade provisória.

Nesta segunda, após verificar o pagamento da fiança e recolher os dois passaportes do ex-jogador (o brasileiro e o espanhol), a Audiência Provincial de Barcelona, responsável pelo caso, decretou a liberdade do brasileiro.

Na quarta-feira (20), os juízes da Audiência de Barcelona — a corte mais alta da cidade — aceitaram, por maioria, deixar Alves em liberdade enquanto a defesa aguarda a sentença definitiva. Sua defesa recorreu da condenação.

No sábado (23), o Ministério Público de Barcelona recorreu dessa decisão e pede que Alves volte à prisão. A Audiência de Barcelona ainda vai analisar o pedido da promotoria.

Em fevereiro, Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão pelo crime de agressão sexual — ele foi acusado de estuprar uma mulher em uma boate em Barcelona. A defesa, no entanto, recorreu da sentença e, na sequência, pediu para que o brasileiro aguardasse a deliberação final em liberdade.

Ao deixar a prisão, o brasileiro entrou no carro com o qual sua mãe e sua advogada haviam ido à prisão. O jogador tem uma residência em um bairro nobre de Barcelona. Até a última atualização desta reportagem, a defesa de Alves não informou para onde ele iria.

O brasileiro poderia ter saído na quinta e na sexta, mas nas duas ocasiões não fez o pagamento da fiança.

A sentença que garantiu a liberdade provisória sob fiança também determinou que Daniel Alves:

  • É obrigado a manter uma distância de pelo menos 1 quilômetro da residência da vítima, de seu local de trabalho ou de qualquer outro lugar frequentado por ela — a jovem é de Barcelona e também vive na capital catalã;
  • Também não pode tentar se comunicar com a denunciante através de nenhum meio;
  • Não pode deixar a Espanha;
  • Deve comparecer semanalmente ao Tribunal de Barcelona ou quantas vezes lhe for solicitado.
Fechado para comentários

Veja também

Ministro da Justiça escolhe primeira mulher para chefiar superintendência da PRF no Distrito Federal

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, escolheu a primeira mulher…