Lewandowski afasta direção de penitenciária em Mossoró e decreta intervenção

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, determinou na noite desta quarta-feira (14) o afastamento imediato da atual direção da Penitenciária Federal em Mossoró, no Rio Grande do Norte. O magistrado ainda enviou um interventor para comandar a unidade.

De acordo com nota oficial, o policial penal federal que assumirá o cargo já está na cidade. Ele chegou na tarde desta quarta, acompanhado do secretário nacional de políticas penais, André Garcia.

A decisão ocorre após a oposição cobrar o ministro por alguma atitude. O deputado federal Rodolfo Nogueira (PL-MS) anunciou intenção de convocar Lewandowski para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido, sublinhando que é “inadmissível que fugas ocorram em presídios federais”.

O presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, deputado federal Ubiratan Sanderson (PL-RS), por meio das redes sociais, classificou a fuga como um retrato do caos na segurança pública do Brasil, criticando a falta de vontade política do governo federal em enfrentar as facções criminosas.

Entenda a fuga

Dois presos fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, nesta quarta-feira. Os fugitivos foram identificados como Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento e estavam na unidade prisional de segurança máxima desde setembro de 2023. Eles são ligados à facção criminosa Comando Vermelho. Esta é a primeira fuga de um presídio de segurança máxima na história do país. (Correio Braziliense)

Fechado para comentários

Veja também

Simão Durando anuncia projeto de pavimentação em 16 bairros de Petrolina (PE); veja se o seu está na lista

O prefeito Simão Durando anunciou nessa terça-feira, (23) durante participação no Programa…