Leitor denuncia falta de remédios e médico psiquiatra no CAPS II em Petrolina (PE); Secretaria esclarece

Um leitor do Blog denuncia a falta de médico psiquiatra no CAPS II, em Petrolina (PE); ele é irmão do paciente, José Paulo de Souza Pinheiro, 23 anos, do Nova Petrolina – atendido no CAPS da Areia Branca.

“Tenho um irmão que sofre com problemas mentais. Ele é acompanhado pelo Caps, mas já tem quase um mês que está sem médico psiquiatra. Precisamos da receita para pegar os remédios dele (depakene, quetiapina e biperideno), simplesmente, não estão dando a receita e nem os remédios. Falaram que terá médico só em fevereiro, ou seja, quase 3 meses. Meu irmão é esquizofrênico e tem retardo mental, não tem condições de ficar sem esses remédios, já está entrando em surto por falta dos mesmos. Uma caixa do quetiapina custa R$ 397,00 reais e só dura 15 dias, pois ele faz uso de manhã e à noite, ou seja, os três meses daria quase R$ 1.600 reais, não temos condições para isso, e mesmo com o dinheiro, não pode comprar sem receita. Estamos desesperados e a unidade de atendimento CAPS não tem solução, apenas mandam esperar, mas eu pergunto, um doente mental tem como esperar pelos seus remédios de uso contínuo ? Nós familiares corremos risco e ele também”, relatou.

Resposta:

A Secretaria de Saúde informa que não há falta de médico psiquiatra no CAPS II. No caso exclusivo do paciente, a profissional está de licença médica, mas os atendimentos acontecem com outros profissionais do serviço. A Secretaria informa ainda que, o psiquiatra irá atender o paciente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

“Pista não é pasto”: Campanha para evitar acidentes com animais é realizada na rodovia BA-210, entre Juazeiro e Curaçá 

O Batalhão de Polícia Rodoviária, através da 4ªCia PRv/Juazeiro-BA, expande o projeto PIST…