Juazeiro (BA): Professores contratados têm direitos trabalhistas negados e emitem carta aberta à população

0

Professores contratados  da rede municipal de ensino de Juazeiro (BA), emitiram uma carta aberta à população na quinta-feira (05) para denunciar o descaso do poder público com a categoria.

Os 70 docentes que assinaram o documento reivindicam a desvalorização do município referente aos direitos trabalhistas – já que eles recebem apenas pelos meses letivos e ficarão cerca de 90 dias sem remuneração.  A carta destaca  que o último salário é pago no mês de dezembro  e  que o próximo vencimento só deverá ser quitado no último dia do mês de março – sem direito do pagamento de férias totais ou proporcionais.

Na carta os professores salientam que, por terem um  vínculo empregatício diferente dos professores concursados – esses direitos básicos são negados à categoria.

Em contato com um dos profissionais, que prefere não ser identificado, os docentes que passam neste tipo de seleção  ‘por tempo determinado’,  exercem a função o ano inteiro sem saber as cláusulas do contrato,  pois o mesmo é assinado  no fim do ano juntamente com a rescisão.

Após carta aberta, os docentes agora estão se articulando para a criação da Associação de profissionais de Educação de Juazeiro que deverá discutir os direitos desses trabalhadores.

Confira a íntegra da carta

Juazeiro, 05 de Dezembro de 2019

Povo de Juazeiro,

Nós somos um grupo de professores, entre as centenas de contratados que atualmente prestam
serviço a prefeitura, que decidiu escrever esta carta para que a população tome conhecimento
dos bastidores da educação no município.

Sabemos que a quantidade de trabalho e responsabilidades inerentes a profissão do professor
dificilmente é paga com um salário justo, mesmo assim o cumprimento dessa missão nunca foi
comprometido por isso.

A cada dia os profissionais da nossa cidade superam as dificuldades com a mesma categoria que
superam as expectativas, o resultado disso é a elevação do status educacional do município,
cumprindo prazos e conquistando cada meta estabelecida. Nós trabalhamos incansavelmente
todos os dias, dentro e fora da escola, para que o seu filho tenha a melhor educação possível. A
cada propaganda postada nas redes sociais, o prefeito comemora os resultados que nós
tornamos possíveis. No entanto, apesar do ótimo desempenho que nós temos apresentado, não
somos respeitados.

Um professor contratado recebe seu último salário em dezembro e só receberá novamente no
último dia do mês de março. A prefeitura não paga as férias totais ou proporcionais a nenhum
professor que seja contratado. São quase noventa dias sem dinheiro, causando um caos
financeiro na vida de pais e mães que dependem desse salário para sustentar suas famílias.
Não se faz educação de qualidade dando tratamentos diferentes a profissionais que executam
a mesma função. Contratados e concursados tem a mesma responsabilidade em sala de aula,
mas tem reconhecimentos distintos. Não queremos recompensa, queremos a dignidade de ter
nossos direitos respeitados.

Certos do nosso valor e da importância do nosso trabalho para o sucesso da educação tão
comemorado por Paulo Bomfim, encaminhamos uma carta a Secretaria de Educação, cobrando
providências e, enquanto não recebemos resposta, decidimos iniciar os trâmites legais para a
criação de uma associação que representará os trabalhadores da área de educação,
amplificando assim a nossa voz.

Convocamos a população juazeirense na busca de justiça em defesa da educação de qualidade,
que não pode ser feita desvalorizando uma categoria de profissionais apenas porque tem o
vínculo empregatício diferente dos demais.

“… as únicas palavras que contam são as pronunciadas, tendo em vista a verdade e não o
resultado.”

(Louis Lavelle)

Aproveitamos para prestar nossa solidariedade e dizer que nossas orações estão com o
professor Aguinaldo que sofreu um acidente recentemente com sua esposa. Que Deus na sua
infinita bondade e misericórdia reestabeleça a saúde de ambos. Força professor.

1. Cléber Souza de Jesus
2. Sheila de Sousa Santana
3. Deive Rose Barros Miranda
4. Josyanne da Silva Borges
5. Alex Santos Fonseca
6. Vagno de oliveira santos
7. Maria Ivoneide Maximiano Silva
8. Sylvane Mary Brandão de Oliveira
9. Elizete Pinheiro de Souza
10. Marcos Roberto Sousa
11. Edvan da Silva
12. Juliana Brito Ferreira Araújo
13. Dirlea Ferreira da Silva Souza
14. Adicleia Ferreira dos Santos
15. Mara Suely dos Santos Rocha
16. Maria Aguinalda de Sousa Carvalho
17. Lindonete Nascimento Jatobá
18. Amélia Maria dos Santos Silva
19. Elisângela Pereira Ferreira
20. Maria Josiene Dantas Oliveira
21. Ana Cristina F. e França
22. Marlice Gomes Martins
23. Daniela dos Santos Barbosa
24. Daniela Caetano Ribeiro
25. Thatiane de Souza Medrado
26. Sandra Cristina Cavalcanti Reis da Rocha Albuquerque
27. Rosiana Barros Miranda
28. Marcelo Catarino da Silva
29. Maria do Socorro
30. Luzivania Hermelinda Silva Feitosa
31. Marivalda Nely Braga
32. Olga Ribeiro de Souza Amâncio
33. Laize Borges dos Santos
34. Francinete Silva da Cruz Carvalho
35. Geisa Emanuela de Oliveira Barbosa
36. Elania Ferreira da Silva
37. Adinalva Lopes Ferreira
38. Maria das Graças Alves Ferreira
39. Cleidevania Ribeiro Amorim
40. Andressa Machado dos Santos
41. Aline Lima Gonçalves
42. Girlene do Nascimento Paixão
43. Alice Macedo de Sousa Reis
44. Cleonice da Conceição Ferreira Souza
45. Simone Pereira da Paixão Barros
46. Damiana Alves Nascimento
47. Elton Carvalho Ribeiro                        48. Elton Hermano Rodrigues dos Santos 49. Roselita de Souza Silva

50. Íris Neila Rodrigues Conceição da Silva

51. Deusimar Gonçalves da Costa Santos
52. Jane
53. Andreia Nunes da Silva Soares
54. Simone Maria Lustosa Lopes
55. Iara Islândia Silva Sandes
56. Rosenaide Alves de Oliveira Silva
57. Andrilia da Silva Souza
58. Andréa Dias Ribeiro
59. Maiara Cristina Pereira da Silva –
60. Mariana Nery de Araújo
61. Silvana Dias da Silva
62. Kessia Nayara Santos Barbosa
63. Meirinalda Barbosa de Souza
64. Marcos Roberto Sousa e Silva
65. Quezia RANGEL da CUNHA
66. Bruna Alane Andrade Zoraski
67. José Edilson de Amorim
68. Maria Joana da Silva Teodósio
69. Maria Edna de oliveira
70. Kelly Cristina Herculano Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Suspeito de tráfico de drogas é preso em flagrante com crack e cocaína no bairro Vila Esperança

Uma denúncia anônima resultou na prisão de um suspeito de tráfico de drogas no bairro Vila…