Juazeiro (BA): Prefeitura reforça protocolos sanitários para celebrações a Iemanjá na Orla na cidade

Diferentemente dos anos anteriores, quando centenas de pessoas se reuniam na Orla de Juazeiro, para celebrar o Dia de Iemanjá, os religiosos do candomblé celebrarão o 2 de fevereiro com menos gente e usando máscaras, medidas de prevenção contra o novo coronavírus.

Para evitar aglomerações, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) repassou orientações aos terreiros para que poucas pessoas de cada grupo levem as homenagens para a orla e que realizem celebrações em pontos espalhados à beira do Rio São Francisco. Alguns terreiros, no entanto, já comunicaram que não vão participar este ano.

A SEDES vai oferecer apoio logístico para os grupos que forem saudar a Deusa das Águas, obedecendo às regras sanitárias das autoridades de saúde. Como as celebrações costumam ocorrer no final da tarde, a iluminação da orla será reforçada e também será disponibilizada uma embarcação para levar integrantes de terreiros ao meio do rio para depositar oferendas.

Regras

Como não é um espaço onde o número de pessoas presentes vai ser limitado, já que além dos grupos de terreiro, moradores, turistas e militantes vão ao local aberto para cada um celebrar da sua forma o Dia de Iemanjá, a SEDES orienta que a população siga as seguintes orientações:

• uso obrigatório de máscara;

• higienizar as mãos com álcool gel;

• evitar aglomerações;

• não permanecer na Orla mais do que o necessário;

• evitar levar pessoas do grupo de risco para as celebrações;

• levar sua garrafa de água para evitar compartilhamento de objetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco: Católicos protestam por inclusão de igrejas no decreto que lista atividades essenciais

Um protesto realizado por católicos na sexta-feira (5), em frente ao Palácio do Campo das …