Juazeiro (BA): Pipeiros paralisam atividades em protesto contra pagamento de imposto

Motoristas que trabalham com distribuição de água em caminhões-pipa na zona rural de Juazeiro (BA) paralisaram as atividades. Desde quinta-feira (7), um grupo está concentrado na estação de tratamento do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), para pedir isenção do pagamento do Imposto Sobre Serviço (ISS) municipal.

Segundo Flavio Coelho, que representa a categoria, os serviços não têm previsão de serem retomados. Com isso, nove comunidades que não têm ligação de água ou enfrentam os efeitos da seca são diretamente prejudicadas. Ao todo, 13 pipeiros atendem os povoados do município.

Eles dizem que já solicitaram formalmente à prefeitura de Juazeiro a isenção do imposto, contudo, não tiveram retorno. “Alguns municípios da região já suspenderam esse imposto. Em Juazeiro, nós pedimos, mas nunca nos deram resposta”.

Os trabalhadores dizem que a medida é necessária por causa do aumento dos combustíveis, que tem diminuído os lucros. Além disso, reclamam do atendimento na sede do SAAE, onde os caminhões são carregados. Conforme eles, além da demora para preencher o tanque, que chega a até quatro horas de espera, nem sempre há água disponível.

“Hoje, com o preço alto do óleo diesel, a gente evita rodar com ele vazio, rodamos sempre com ele carregado [de água]. Quando chega aqui [no SAAE], não tem água para trabalhar. Algumas vezes temos que voltar para casa sem trabalhar, por causa da falta de água. E isso nos gera custo e prejuízo”, disse Flávio Coelho.

Em nota, a prefeitura de Juazeiro informou que entende a situação dos pipeiros e tenta intermediar uma conversa com os órgãos competentes e o Exército brasileiro, responsável pela operação de entrega da água nas comunidades. A gestão também informou que a legislação não permite que o município opere a redução ou isenção do imposto durante o período de pandemia.

Sobre a dificuldade no abastecimento, a prefeitura disse que o problema ocorre por causa de uma manutenção nos filtros e nas bombas do SAAE, e que até o final desta semana o trabalho será concluído e a vazão voltará ao normal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeiro (BA): Plantação com 3 mil pés de maconha é destruída no distrito de Maniçoba

Na quinta-feira (26), uma plantação com três mil pés de maconha foi erradicada no distrito…