Juazeiro (BA): Permanência do Mercado do Produtor na estrutura atual pode frear a economia da cidade

 A falta de estrutura  e  as condições precárias  de funcionamento Mercado do Produtor em Juazeiro (BA) voltaram à pauta  nesta semana. Embora tenha se consolidado recentemente como o  4º maior em comercialização de hortifrutigranjeiros do Brasil, as instalações e funcionamento do  Ceasa têm sido alvo de  revoltada coletiva.

A população já fez inúmeras solicitações ao poder público municipal para que o mercado seja transferido para um espaço mais amplo e com estrutura adequada para atender  a demanda diária, no entanto, o equipamento público continua no mesmo lugar e mais sobrecarregado a cada dia.

O que se percebe é que o entreposto não consegue acompanhar  o desenvolvimento econômico  e  a expansão da fruticultura na região – que tem sido destaque nacional.  É notável que se o poder público não articular ações para transferir o  equipamento e aplicar  investimentos nas instalações, tecnologia   e segurança – esta última visando  diminuir  incidências criminais que tem sido frequente por lá,   a cidade vai perder  muito na economia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pesquisa Covid-19: mais da metade dos Municípios deram início à vacinação por faixa etária

A imunização por faixa etária, de pessoas abaixo de 60 anos sem comorbidades, teve início …