Juazeiro (BA): Dia Nacional da Visibilidade Trans é celebrado com proposta de projetos inclusivos e transformadores

29 de janeiro é o Dia Nacional da Visibilidade Trans, data criada no país em 2004 para ressaltar a importância da diversidade e respeito ao Movimento Trans. Em Juazeiro, uma importante reunião entre a prefeita Suzana Ramos e representantes da comunidade Trans no município marcou a data. O encontro foi organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES).

Os representantes da comunidade trans apresentaram à prefeita Suzana duas propostas de projetos para esse público. O primeiro é o “TRANSição para TRANSformar”, que sugere a criação de um ambulatório específico com profissionais interdisciplinares para atendimento de pessoas transexuais na rede de atenção básica de Juazeiro. Um dos objetivos é auxiliar as pessoas em processo de transição de sexo a conseguirem tratamento hormonal com acompanhamento médico.

O outro projeto denominado “TRANScrever é meu direito” propõe facilitar o acesso à retificação do nome social para as pessoas trans. Em depoimento à prefeita, uma das criadoras dos projetos contou um pouco da experiência que viveu. “Para eu conseguir mudar meu nome na época eu enfrentei muita burocracia, porque eu não tinha dinheiro, não sabia o valor dos documentos, não tive o direcionamento certo, praticamente não tive nenhum apoio. Então por tudo o que eu passei, eu quero que outras pessoas trans aqui em Juazeiro tenham um acompanhamento, tanto homens quanto mulheres, para que realmente consigam adequar o nome social, de uma forma mais fácil e menos burocrática”, explicou Luna Carvalho, supervisora da pasta LGBT, da SEDES.

Apoio

Depois de ouvir os depoimentos dos representantes da comunidade trans em Juazeiro, Suzana Ramos disse que o município vai apoiar a causa LGBT e trans na cidade. “Eu ouvi atentamente nessa reunião os depoimentos, o quanto muitas pessoas trans sofrem, então vamos analisar com muito carinho as propostas, principalmente na área da saúde, já que elas precisam de um atendimento específico. Eu sempre falo que nós devemos nos colocar no lugar do outro”, frisou Suzana.

Primeiros passos

Para a Diretora de Diversidade da SEDES, Eva Suene Rodrigues, os projetos apresentados podem ajudar a dar mais visibilidade aos direitos das pessoas trans em Juazeiro. “A comunidade trans muitas vezes é discriminada e vítima de preconceitos, tanto quanto a conquista do nome social, como no acesso ao atendimento médico. Como o lema da nova gestão municipal é cuidar de gente, cuidar das pessoas, não poderia ser diferente na Diretoria de Diversidade. E a gente vem abraçando a causa trans. Esses são projetos lindos, que com certeza foram abraçados pela prefeita e a gente vai dar continuidade e fazer um bom trabalho. É um primeiro passo de muitos outros que virão”, finalizou Eva Suene. (ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Confira as vagas de emprego disponíveis para Petrolina nesta sexta-feira (5)

A agência do trabalho em Petrolina fica na Avenida Tancredo Neves, no Centro de Convenções…