Juazeiro (BA): Acusado de assassinar o mototaxista Alan Kardec é condenado a 16 anos e 11 meses de prisão

Francisco Leite Barbosa, acusado de ter assassinado o mototaxista Alan Kardec Magalhães Vicente, em 17 de maio de 2018, nas proximidades do Mercado do Produtor de Juazeiro (BA), foi condenado a 16 anos e 11 meses de prisão.

O acusado alegou legítima defesa, mas a versão foi derrubada pelo Promotor de Justiça Raimundo Moinhos, que sustentou a tese de que Francisco, que também era mototaxista, premeditou o crime, já que após uma discussão com Alan, voltou ao local armado e efetuou os disparos.

Na época, acusado e vítima brigaram por disputa de passageiro. Ao retornar ao ponto onde ambos trabalhavam, o suspeito teria retomado a discussão, sacado uma armada e atirado contra Alan. As discussões entre os dois eram constantes durante o trabalho.

Ainda baleado e consciente, Alan contou a policia quem seria o autor do crime.

Fechado para comentários

Veja também

Pernambuco investiga surto de “superfungo” em unidades hospitalares

O surgimento de um “superfungo” em unidades hospitalares está sendo investigad…