Ibó (BA): Família e comunidade desmentem versão da polícia sobre morte de agricultor

Policiais Militares do 20º BPM, sendo lotada em Paulo Afonso (BA) relatam que um homem conhecido como Jair Caen da Silva, agricultor, vinha praticando assaltos na BR-116 e estaria transitando no Ibó (BA) e na última sexta (30), deram voz de abordagem ao suspeito que resistiu, começando a efetuar disparos de arma de fogo contra os militares.

A equipe teria revidado à ação atirando contra o mesmo, que estaria em posse de uma pistola prestando socorro até o hospital de Abaré (BA), mas Jair não resistiu vindo a óbito.

Comunidade e família desmentem versão da polícia

A comunidade e a família acusam a polícia de execução, ou seja, de que a vítima era inocente, não estava armada, contestando assim a versão dos policiais, e solicitam uma investigação minuciosa do Comando da Polícia Militar.

Os moradores alegam que a PM faz ameaças a população, se caso comentem algo sobre o ocorrido e que a vítima foi assassinada “de maneira fria e perversa”.

Eles ressaltam que o agricultor teria sido abordado 10 minutos antes da prática do crime na cidade e nenhuma ilegalidade teria sido comprovada, sendo levado na viatura momentos depois e morto com três tiros, em uma comunidade rural.

O velório e sepultamento de Jair foram marcados pela comoção de parentes e da população, além da participação de autoridades do município, como prefeito e vários vereadores.

Informações repassadas ao Blog revelam que o Comando maior da polícia está apurando o caso e deve ouvir os envolvidos.

1 Comentário

  1. O Comanche

    2 de dezembro de 2018 em 19:16

    Ah tá bom. Até aqui em São Paulo chegava as notícias desse assalto.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Dormentes (PE): Profissionais que estão na linha de frente no combate à covid-19 serão os primeiros imunizados

A Prefeitura de Dormentes (PE) , concluiu na segunda-feira (18) a primeira fase do Plano M…