IBGE registra o aumento de óbitos em 19,3% em Pernambuco no ano de 2020

Pernambuco registrou um aumento de 19,3% no número de óbitos em 2020, de acordo com as Estatísticas do Registro Civil, divulgadas pelo IBGE. Ao todo, foram contabilizadas 74.746 mortes no ano passado, 12.090 a mais do que em 2019, demonstrando o impacto da pandemia de Covid-19 no estado. De 2018 para 2019, a variação de óbitos havia sido de 3,9%. O levantamento apresenta dados dos registros de nascimentos, casamentos e óbitos informados por cartórios. Já os dados sobre divórcios judiciais e extrajudiciais serão divulgados posteriormente. No Recife, a variação nos óbitos em 2020 foi de 33,8%, ainda maior do que o percentual observado no estado. No total, 3.899 pessoas morreram a mais na cidade no ano passado em comparação a 2019. Todos os dados indicam que a taxa de sobremortalidade masculina em Pernambuco é superior à média nacional.

Segundo o IBGE, esta foi a maior quantidade de óbitos em um ano já registrada na série histórica do levantamento, iniciada em 1984. Também é o 11º maior percentual entre todos os estados e o terceiro maior do Nordeste, atrás do Maranhão e do Ceará. O aumento em Pernambuco é superior, ainda, ao registrado no Brasil, que viu os óbitos aumentarem 14,9% em 2020.

Em 2020, 66.466 dos óbitos (88,4%) foram naturais, classificação que inclui mortes decorrentes de doenças, como a Covid-19, e 5.351 (7,12%) foram não naturais. Além destes, 2.929 (3,9%) foram de natureza ignorada. O mês em que mais óbitos ocorreram foi maio, com 9.486 ocorrências, o equivalente a 12,7% de todas as mortes ocorridas no ano. Junho ficou em segundo lugar com o maior registro de mortes: 6.852, ou 9,17% do total para o ano. Estes dois meses também tiveram o maior número de mortes desde o início da série histórica do Registro Civil.

Por sexo, 54,8% das mortes em 2020 ocorreram entre homens e 45,1%, em mulheres. Por idade, a única faixa etária na qual a mortalidade diminuiu engloba a população de 0 a 14 anos, com queda de 8,7% frente a 2019. Entre a população de 15 a 59 anos, houve um aumento de 17,9%, o equivalente a 3.294 óbitos a mais, em 2020, e, entre os idosos de 60 anos ou mais, a alta foi ainda maior, de 21,2%, ou 8.928 mortes a mais. Entre 2018 e 2019, o aumento havia sido de 6,8% para a faixa etária mais alta. (Foto: Estatísticas do Registro Civil/Reprodução).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE) lança ‘carro da vacina’ para imunizar população contra covid-19 sem agendamento

A Secretaria de Saúde em Petrolina segue avançando e inovando na vacinação contra a Covid-…