Mãe de Beatriz desmaia após ser decretada prisão preventiva de funcionário acusado de apagar imagens do Colégio Auxiliadora

2

O Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco decretou a prisão preventiva de Alisson Henrique que prestou serviço ao Colégio Auxiliadora, por ser suspeito de apagar imagens da cena do crime, em que Beatriz Angélica foi assassinada.

Lucinha Mota passou mal ao saber da notícia e foi levada para uma unidade hospitalar de Recife (PE);

“Esse mesmo Alisson, que é suspeito, recebeu valores correspondentes a um prêmio de loteria e o Tribunal de Justiça ganhou a nossa credibilidade”, disse Lucinha Mota.

Foram 3 votos a 1 pelo perecer favorável à prisão. O protesto é realizado em frente ao TJPE. (Foto: Folha PE).

Em breve mais informações.

2 Comentários

  1. Adriana siqueira

    13 de dezembro de 2018 em 09:41

    Que seja feito justiça

    Responder

  2. Maria de Lourdes Oliveira

    14 de dezembro de 2018 em 18:12

    Glória a Deus por prender esse bandido agora fica mais fácil de prender todos os envolvidos…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Gonzaga Patriota se reúne com ministro da Cidadania para solicitar que carnes de bode e carneiro sejam distribuídas pelo Programa de Aquisição de Alimentos

Com o objetivo de incentivar a agricultura familiar e aquecer a economia de Dormentes (PE)…