Homem e mulher são presos por criar falsos sites para ajuda a vítimas no RS

Uma dupla formada por um jovem, de 20 anos, e uma mulher, de 46, foi presa, em Goiás. Eles são suspeitos de criar páginas falsas de ajuda para vítimas da enchente no Rio Grande do Sul (RS) e desviar mais de R$ 39 milhões.

De acordo com a polícia, a primeira prisão ocorreu na capital goiana. Ela foi contra o homem apontado como um dos principais responsáveis pelos estelionatos, que movimentou mais de R$ 36 milhões em transações suspeitas recentes.

A segunda prisão aconteceu em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, contra uma mulher suspeita de ser sócia de uma empresa de pagamentos que colaborava para o desvio e lavagem dos valores adquiridos no golpe. Ela também movimentou cerca de R$ 3 milhões, de acordo com a polícia. (Metrópoles)

Fechado para comentários

Veja também

Centro de Controle de Zoonoses recolhe animais abandonados de grande porte em Petrolina

Uma das atribuições do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) é a retirada de animais de gra…