Guilherme Coelho apresenta pleitos de produtores em reunião da Abrafrutas

guilherme

O vice-prefeito de Petrolina, Guilherme Coelho, participou ontem (02/07) de uma reunião da Abrafrutas (Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados), onde ocupa o cargo de diretor internacional, representando o segmento de exportação de uvas. Na ocasião, Guilherme entregou um documento ao presidente da associação, Luiz Roberto, com uma série de reivindicações de produtores agrícolas do Vale do São Francisco.

“No contexto atual, em que o país inteiro passa por um delicado momento econômico, é necessária uma atenção especial à produção agrícola da região, além de promover um estímulo à exportação, para não comprometer o emprego e geração de renda”, destacou Coelho.

Os pleitos apresentados por Guilherme foram discutidos anteriormente com produtores e especialista da região. Entre os pontos, está a discussão sobre as barreiras comerciais, relacionadas ao imposto (Dutty) cobrado pela União Europeia na importação da uva brasileira, que chega a atingir a tarifa de 14% do valor de venda. “Com as nossas uvas mais caras para os importadores, perdemos competividade no mercado internacional. A unidade Europeia não taxa as uvas da África do Sul, Egito, Chile e Peru”, alerta o vice-prefeito.

O acirramento na competitividade internacional também é uma das cobranças apresentadas, principalmente com relação a países como o Peru, que é beneficiado pela tarefa zero na importação de seus produtos pela Europa, já que este participa de acordos comerciais específicos no continente – lembrando que o Peru exporta uvas na mesma época que o Vale do São Francisco.

As atuais barreiras fitossanitárias (uso do Pro TONE SL, maximizador de coloração da uva / e ETHREL, fitorregulador generador de etileno), a necessidade de incentivos governamentais às exportações, uma maior oferta de linhas de crédito (menos burocratizado) para custeio da produção, e a viabilização de importações no Aeroporto Internacional de Petrolina, também compõem a lista de pleitos apresentados.

O presidente Luiz Roberto considerou justas as reivindicações e se comprometeu a leva-las às instâncias superiores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Plantio de mudas dá início a projeto para recuperação da nascente do Munduri em Jaguarari (BA)

O plantio de mil mudas de árvores nativas da Caatinga, marcou no último sábado (02), no mu…