Guerra interrompe envio de fertilizantes para o Brasil

Integrantes do governo brasileiro estão cientes da interrupção na venda de fertilizantes agrícolas entre Belarus e o Brasil, de acordo com a comentarista da Globo News, Ana Flor.

Belarus, a antiga Bielorrússia, é um parceiro da Rússia na invasão a Ucrânia. O país permitiu que tropas russas cruzassem o território bielorrusso para invadir a Ucrânia. Belarus faz fronteira ao sul com a Ucrânia e está próxima a capital ucraniana, Kiev.

O Brasil importa cerca de 20% dos fertilizantes utilizados pelo agronegócio nacional de Belarus. A Rússia é a principal fonte dos insumos para a agroindústria brasileira. O Brasil importa cerca de 85% dos fertilizantes utilizados no país.

De acordo com a jornalista Ana Flor, o suspensão de envio dos fertilizantes bielorrussos é por conta da proibição imposta pela Lituânia, no leste europeu. O governo lituano fechou a fronteira e Belarus perdeu acesso ao mar.

Os fertilizantes são compostos químicos utilizados para aumentar a produção das plantas. Em 2021, os agricultores brasileiros compraram cerca de 41,6 milhões de fertilizantes, de acordo com o ministério da economia.

Os principais químicos importados são o nitrogenados, potássicos e os fosfatados. Cada cultura necessita de compostos químicos específicos. Os compostos são adicionados ao solo ou aplicados sobre as plantas.

No último dia 16 de fevereiro o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro (PL), se encontrou com o presidente russo, Vladimir Putin (Rússia Unida), para tratar sobre tradados comerciais relacionados a fertilizantes e defensivos agrícolas.

Além dos fertilizantes, o agronegócio brasileiro depende da importação de grãos, como o trigo e milho. Utilizado para a alimentação de animais, os preços dos grãos estão em alta por conta do conflito entre Rússia e Ucrânia e as eventuais sanções econômicas direcionadas a interromper o conflito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

América Latina: Primeiro caso de varíola do macaco é confirmado na Argentina

O primeiro caso de varíola do macaco foi confirmado na América Latina na sexta-feira (27).…