Greve de servidores do INSS atinge todas as agências em Pernambuco, diz o Sindsprev

Servidores públicos federais do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) entraram em greve, nessa última quarta-feira (23), por tempo indeterminado. A greve foi aderida por 17 estados, entre eles Pernambuco, que foi o primeiro a aderir ao movimento. A greve tem relação com a defasagem no salário dos servidores e a falta de concurso público.

Em Pernambuco, segundo o Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social no Estado de Pernambuco (Sindsprev), há cerca de 700 servidores do INSS. No Estado, existem quase 90 agências e a greve afeta todas as unidades.

“Nós, servidoras e servidores públicos federais de Pernambuco, estamos comunicando a todos que estamos em greve. Protestamos contra o congelamento salarial e a atual situação de precariedade pela qual passam diversos órgãos federais responsáveis pela prestação de serviços públicos essenciais à população brasileira”, diz uma carta aberta divulgada no site do Sindsprev.

Ainda segundo o sindicato, outros fatores. como falta de investimento em tecnologia nos computadores, prejudicam o trabalho dos servidores, o que resulta num atraso para concessão dos benefícios. Há pessoas que passam de seis meses a um ano para receber algum resultado do benefício, informou o Sindicato. Em todo o Brasil, há cerca de 2 milhões de processos atrasados.

O Sindsprev, porém, não soube informar quantos atendimentos são realizados diariamente nas agências do Estado.

A greve da categoria, no entanto, não interfere na perícia médica do Instituto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Em resposta à cobrança de estudante, Guarda Civil Municipal diz que intensificará trabalho de segurança no entorno da Univasf

A Guarda Civil Municipal de Petrolina enviou uma nota em resposta à matéria publicada no b…