Governo promete recuar e manter divulgação detalhada de dados do coronavírus

Após forte reação de especialistas, políticos e integrantes do Judiciário sobre a forma de divulgação dos dados do coronavírus nos últimos dias, o governo anunciou um recuo e prometeu retomar a divulgação detalhada dos impactos da doença.

Após um vaivém iniciado na sexta, o Ministério da Saúde divulgou duas notas na noite deste domingo (7) afirmando que está finalizando uma plataforma que trará os números detalhados da pandemia.

Na última delas, voltou a falar em problemas técnicos e oficializou a intenção de divulgar os dados tendo como base a data da morte e não a data em que se confirmou que a pessoa morreu por coronavírus registrado pelas autoridades.

A pasta também prometeu deixar acessível para consulta o acumulado de casos, já que havia o temor de casos cuja confirmação atrasasse sumissem dos registros oficiais.

A iniciativa sinaliza um recuo em relação à posição dos últimos dias, quando o governo passou a informar somente o número de casos e mortos computados nas últimas 24 horas (e não o total), omitindo do site informações do acumulado de casos, além do detalhamento por estados.

Agora, o governo diz que a nova plataforma mostraria dados do Brasil, de regiões, estados, capitais e regiões metropolitanas “com os respectivos gráficos de evolução diária dos novos registros”.

A pasta promete colocar a página interativa no ar nos próximos dias. “Assim, será possível acompanhar com maior precisão a dinâmica da doença no país e ajustar as ações do poder público diante a cada momento da resposta brasileira à doença.” (AB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Covid-19: Merendeira que ajudou crianças em massacre de Suzano (SP) é a 1ª profissional da categoria a ser vacinada no Brasil

A funcionária da cozinha Silmara Cristina Andrade, 51, da escola Estadual Raul Brasil, em …