Governo de Pernambuco cria Sala de Situação para monitorar as manchas de óleo que chegaram ao litoral do estado

0

o Governo do Estado de Pernambuco informou que a partir desta sexta-feira (18), uma Sala de Situação no Palácio do Campo das Princesas, no Recife, será formada para monitorar as manchas de óleo que chegaram ao litoral pernambucano.

“Estamos acompanhando de perto a questão das manchas de óleo que voltaram a aparecer no nosso litoral. A estratégia montada nesta quinta deu certo; conseguimos localizar as manchas antes de atingirem a faixa de areia e foi recolhida pouco mais de uma tonelada do material. Vamos continuar com essa mesma prontidão nos próximos dias, mas é importante que o Governo Federal identifique a fonte desses vazamentos para que novas contaminações não voltem a acontecer”, afirmou o governador Paulo Câmara.

O óleo foi visto na Praia de São José da Coroa Grande, no litoral Sul de Pernambuco, na divisa com Alagoas. Logo antes, nas vizinhas alagoanas Japaratinga e Maragogi havia inúmeras manchas nas praias, inclusive na areia.

De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), até o momento, o óleo já atingiu cerca de 132 pontos da costa brasileira nos nove estados do Nordeste.

Com relação a Sala de Situação, ela reúne representantes das Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado, da Defesa Civil e da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), que atuam no caso.

O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti, afirmou que 70 pessoas compuseram as equipes que trabalharam para conter e retirar o resíduo localizado em São José da Coroa Grande, e adiantou que o trabalho continuará nesta sexta, envolvendo cerca de 200 pessoas. “Pernambuco vem monitorando esse problema e vamos intensificar a nossa atuação, pois o trabalho preventivo é fundamental, e amanhã faremos novos sobrevoos”, disse. (FolhadePernambuco)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Solicitações de resgate de abelhas não diminuíram, e SOS estuda possibilidade de convocação de apicultores

As solicitações para resgate de abelhas no perímetro urbano de Petrolina (PE), não tiveram…